Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Foto: Fernando Dantas / GAZETA Press)


O Corinthians dominou o Luverdense durante todo o jogo disputado na noite desta quinta-feira, mas, assim como havia ocorrido na Arena Pantanal, diminuiu o ritmo no segundo tempo. Acabou castigado com um empate por 1 a 1 desta vez, o suficiente para avançar à quarta fase da Copa do Brasil.
Após vencer por 2 a 0 no jogo de ida, o Corinthians entrou em campo disposto a sacramentar rapidamente a sua classificação. Abriu o placar com gol de Jô no primeiro tempo. Ricardo, contando com um desvio de Pedro Henrique em chute de fora da área, igualou.
O adversário do Corinthians na próxima fase do torneio nacional de mata-mata será definido por meio de sorteio. Pelo Campeonato Paulista, o time se dará ao luxo de preservar titulares contra a Ferroviária, no domingo, na Fonte Luminosa.
O jogo – Ainda com muitos espaços vazios nas arquibancadas, em função da dificuldade para os torcedores chegarem a Zona Leste de São Paulo no final da tarde, o Corinthians tentou congestionar também a sua intermediária ofensiva no início de partida. Do outro lado, o Luverdense facilitava a missão, apresentando as mesmas fragilidades do jogo de ida.
Com esse cenário, não demorou para o Corinthians criar as suas primeiras oportunidades de gol em Itaquera. Maycon e Rodriguinho incomodaram os visitantes com finalizações de média distância, enquanto Pablo fez o goleiro Diogo Silva trabalhar bem em uma cabeçada firme.
Apesar do considerável volume de jogo, o Corinthians ainda enervava os seus torcedores mais exigentes. Faltava caprichar na criação, principalmente com Jadson, que não mostrava a mesma qualidade de outros tempos também nas cobranças de escanteio. Na esquerda, Romero empolgava pela dedicação na defesa, o que não era suficiente para se sair bem no ataque.
Aos 29 minutos, o Corinthians acalmou quem já começava a ficar impaciente. Jadson enfim acertou o pé em uma cobrança de falta da direita, e Jô cabeceou mascado. Na sobra de bola, na pequena área, Pedro Henrique rolou para o centroavante, que não desperdiçou.
A vantagem no marcador fez o futebol do Corinthians fluir mais facilmente. Sem dar importância à tentativa do Luverdense de se reanimar, com conclusões de Erik e do ex-santista Marcos Aurélio, o time da casa chegou a acertar a rede novamente antes do intervalo. Romero acionou bem Jô, que conferiu, mas em posição de impedimento.
Os assistentes do árbitro Paulo Henrique Volkopf eram um adversário a mais para o Corinthians, que continuou a reclamar de lances duvidosos no princípio da etapa complementar. Embora, com 3 a 0 no placar agregado diante do Luverdense, os comandados de Fábio Carille já começassem a diminuir o ritmo em Itaquera.
O técnico corintiano, então, entrou em ação. Aos 19 minutos, pouco depois de Pablo quase colocar a bola no gol com uma cabeçada em escanteio cobrado por Jadson, Carille trocou o aplaudido Romero por Marlone. No Luverdense, Odil Soares substituiu o veterano Marcos Aurélio pelo jovem Kazu.
A equipe visitante levou a melhor depois das alterações. Aos 26 minutos, quando o Corinthians já demonstrava apatia, Ricardo arriscou o chute de longa distância e contou com um desvio em Pedro Henrique para acertar o ângulo. O goleiro Cássio nem teve reação.
O empate era o incentivo de que o Corinthians precisava para se lançar outra vez ao ataque. Em menos de dois minutos, Jadson e Marlone desperdiçaram grandes oportunidades de gol do lado esquerdo da área. O primeiro bateu em cima do goleiro Diogo Silva, e o segundo finalizou torto, para fora.

Paciente, a torcida do Corinthins passou a pedir a entrada de Kazim, e Carille imediatamente mandou o inglês naturalizado turco a campo, no lugar de Jô. Depois, Giovanni Augusto entrou na vaga de Jadson, já desgastado fisicamente.
Com outras peças no ataque, o Corinthians só mudou os nomes de quem desperdiçava as chances de gol que criava. Kazim se destacou nesse quesito, impossibilitando que o time de Fábio Carille fosse além do empate com o Luverdense.
FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 1 LUVERDENSE
Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 16 de março de 2017, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Henrique Schleich Volkopf (MS)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Leandro dos Santos Ruberdo (MS)
Público: 25.082 pagantes (total de 25.311)
Renda: R$ 941.324,10
Cartões amarelos: Dalton e Neguete (Luverdense)
Gols: CORINTHIANS: Jô, aos 29 minutos do primeiro tempo; LUVERDENSE: Ricardo, aos 26 minutos do segundo tempo
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson (Giovanni Augusto), Rodriguinho e Romero (Marlone); Jô (Kazim)
Técnico: Fábio Carille
LUVERDENSE: Diogo Silva; Aderlan, Neguete, Dalton e Paulinho; Ricardo, Erik e Diogo Sodré (Abner); Rafael Silva, Raphael Macena (Café) e Marcos Aurélio (Kazu)
Técnico: Odil Soares
Fonte: Gazeta Esportiva.

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você