Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Mulheres caminham em frente a prédios destruídos em Aleppo (Foto: Khalil Ashawi / Reuters)

Todas as partes envolvidas na batalha de Aleppo, que terminou em 22 de dezembro de 2016 com a tomada total dessa cidade por parte do regime sírio, cometeram crimes de guerra, segundo um relatório da Comissão Internacional da ONU sobre a Síria.

A retirada de civis da cidade concluída entre o regime e os rebeldes com apoio de seus respectivos aliados constituiu um "crime de guerra" ao ser aplicado o "deslocamento forçado da população civil", segundo o texto.

Além disso, as forças do regime sírio "deliberadamente" atacaram um comboio humanitário em 19 de setembro perto de Aleppo, um ataque que matou ao menos 10 trabalhadores humanitários e causou indignação da comunidade internacional.

"Todos os relatórios, imagens de satélites, testemunhos e arbitragens médico-legais no terreno (...) envolvem as forças sírias", diz o texto, acrescentando que este ataque implica um crime de guerra. Informações da France Presse e do G1.

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você