Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]




Uma mulher foi assassinada e, pelo menos, outras 10 prestaram queixas contra os companheiros por agressão, nesta quarta-feira (8), na data em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher. O homicídio ocorreu em Araripina e as agressões foram registradas nas cidades de Salgueiro e Petrolina, no Sertão de Pernambuco.
De acordo com informações da Polícia Militar (PM), Edinalva Nogueira de Alencar, de 40 anos, andava pela Rua Padre Cícero, no bairro Alto da Boa Vista, em Araripina, quando foi atingida por três tiros, todos na região da cabeça. A mulher foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros para o hospital local e em seguida transferida para o Hospital Regional Fernando Bezerra, em Ouricuri. A vítima não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu.

A suspeita é de que o homicídio tenha sido praticado por dois homens em uma moto. Até o momento ninguém foi preso e a Polícia Civil não informou a motivação do crime.
Agressões
Em Petrolina, uma mulher de 36 anos denunciou o ex-companheiro, de 43 anos, a Polícia Militar. A vítima afirma que foi ameaçada de morte pelo homem. Ela alegou ainda que as ameaças eram constantes. O suspeito foi encaminhado para a 1ª Delegacia de Polícia Civil, no bairro Ouro Preto, onde foi feito um Auto de Prisão em Flagrante Delito.
Outras oito queixas foram registradas na Delegacia da Mulher, em Petrolina. Entre as ocorrências quatro foram por ameaça, um estupro de vulnerável, uma lesão, uma difamação e um crime contra a honra.
Já em Salgueiro, um homem de 45 anos foi denunciado pela mulher, uma professora de 40 anos e pela filha, de 20 anos. No Boletim de Ocorrência da PM consta que a professora foi agredida e ameaçada pelo marido. A filha do casal disse ainda que na terça-feira (7), o suspeito contou que trocaria uma moto em um revólver para matar mãe e filha. Na casa a polícia encontrou nove munições calibre 38. O homem foi preso em flagrante e recolhido para o presídio local. Informações da Taisa Alencar / G1 Petrolina.

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você