Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Reprodução / TV Grande Rio)



O prefeito de Bélém do São Francisco, Lícinio Lustosa, participou nesta quinta-feira (6) do telejornal GRTV 1º Edição. A entrevista faz parte de uma série que pretende dialogar com os gestores dos 23 municípios da área de cobertura da emissora. A gestor falou das dificuldades enfrentadas e os projetos para o mandato

Izabella Freitas : Como a gente pode avaliar esses primeiros meses a frente do município? 


Licínio Lustosa: Nós encontramos o município totalmente sucateado. Então o nosso trabalho, a nossa energia, é para ser gasto fortemente para recuperar as condições mínimas de funcionamento do município. Por exemplo, a gente recebeu o município e não tinha mais limpeza urbana, coleta de lixo. Então as praças viraram lixões, as ruas da cidade, o lixo estava espalhada em todo canto. O saneamento por exemplo, a rede de saneamento, congestionada em vários pontos de obstrução causando transtorno enorme a população. Encontramos uma frota totalmente destruída, para você ter uma ideia, não tinha ambulância para transportar um doente em uma necessidade para levar para Receife ou para Petroliuna.

Izabella Freitas: A caracter emergencial, o que foi feito em relação a essa questão da frota de veículos?
Licínio Lustosa: Nós gastamos dinheiro e energia para recuperar a frota. Alugamos duas ambulâncias para dar suporte ao hospital e estamos agora recebendo vários carros, recuperando os ônibus escolares. Por exemplo, nós praticamente tivemos que comprar pneus para todos os ônibus, baterias para todos os ônibus. Então para colocar esses Õnibus em funcionamento.

Izabella Freitas: Com isso chegou a atrapalhar o início das aulas dos estudantes no município? Licínio Lustosa: As aulas começaram na sede do município, dentro do calendário previsto e houve alguns dias de atraso na Zona Rural e que não compromete o calendário escolar. Então, a gente está com tudo funcionando com uma dificuldade, as estradas, são muito ruins, isso acaba atrapalhando, perdendo. Temos uma cidade de ilha muito grande. São 88 ilhas e a maior parte dos estudantes moram nessas ilhas e tem que usar quase 30 barcos para fazer o transporte dos estudantes. É uma estrutura de transporte complexa e cara para o município, mas que a gente está ajustando e tudo vai ficar funcionando perfeitamente bem. Informações do G1 Petrolina.

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você