Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Imagem: Reprodução / G1 PE)



Fardados, dois policiais militares e um civil são suspeitos de ameaçar um comerciante chinês e roubar o seu depósito, localizado no bairro do Pina, Zona Sul do Recife. A ação foi flagrada pelas câmeras de segurança do empresarial onde fica o depósito do comerciante. (Veja vídeo ) Os policiais foram presos, nesta quinta-feira (20), durante a “Operação Cães de Fu”. Na casa do agente da Polícia Civil foram apreendidos R$ 18 mil em espécie e uma arma sem registro.

De acordo com o chefe da Polícia Civil, Joselito Amaral, os policiais ameaçaram o comerciante dentro da sua loja no Bairro do Recife. Em seguida, o obrigaram a levá-los até o depósito, localizado em um empresarial no Pina. O caso ocorreu em agosto do ano passado.

“Esse é um desvio de conduta e um crime que a Secretaria de Defesa Social, a Polícia Civil e a Polícia Militar não compactuam. Faremos uma faxina interna de bandidos transvestidos de policiais”, pontuou.

Nas imagens divulgadas pela Polícia Civil, é possível ver o momento que o comerciante entra no empresarial escoltado pelos policiais, que estão fardados. Sem demonstrar pressa, eles entram no elevador e seguem para o depósito. Após um certo tempo, eles retornam para o elevador. A câmera já mostra os três suspeitos carregando caixas, conversando e rindo entre si. Eles são acompanhados pela vítima.

Os suspeitos são um agente da Polícia Civil, da Delegacia de Água Fria, na Zona Norte da capital, um soldado e um cabo da PM, ambos do batalhão de rondas com motos (Rocam). Foram cumpridos todos os seis mandados de busca e apreensão.



Segundo as investigações, trio roubou caixas repletas de eletrônicos como celulares e uma alta quantia (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)



Ainda segundo as investigações, o trio roubou caixas repletas de eletrônicos como celulares e uma alta quantia. O valor não foi divulgado. Os PMs serão conduzidos ao Centro de Reeducação da Polícia Militar (Creed). O policial civil será encaminhado para o Centro de Observação e Triagem de Abreu e Lima (Cotel)

“Eles são acusados de roubo mediante grave ameaça. Foi decretado prisão temporária por cinco dias”, disse o chefe da Polícia Militar, coronel Ivanildo Maranhão.

As investigações foram realizadas pela Delegacia de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos. A coordenação ficou a cargo da delegada Patrícia Domingos, que contou com apoio dos núcleos de inteligência. Participaram da operação 60 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães. Eles contaram com apoio de policiais militares.

"Se houver, por parte deles, a colaboração no sentido de delação de demais envolvidos, policiais ou civis, eles terão abrandamento da pena. Caso contrário, responderão por crime de roubo”, concluiu Amaral. As informações são da Thays Estarque / G1 PE.

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você