Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]



Acontece durante toda esta semana, em Petrolina, uma capacitação para os profissionais da saúde do município vinculados à Atenção Básica e ao Serviço Especializado de Infectologia (SEINPE), para a identificação da hanseníase. O evento é uma parceria entre a Secretaria Estadual de Saúde (SES), a Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional Pernambuco (SBD-PE) e a Secretaria Municipal de Saúde.

Cerca de 120 profissionais participam das palestras, incluindo médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, biomédicos e técnicos em epidemiologia. O curso está sendo ministrado pelo presidente da Sociedade Brasileira de Hansenologia, Marco Andrey.

Estão sendo abordados uma série de temas, como a epidemiologia da hanseníase no Brasil, a avaliação clínica da doença, detecção e tratamento. Além das palestras, estão acontecendo também aulas práticas na AME do servidor, onde os profissionais estão realizando atendimentos de 60 pacientes, alguns já com diagnóstico da doença, outros referenciados de UBS para definição de diagnóstico.

Segundo a diretora de Vigilância Epidemiológica de Petrolina, Aline Anne Martins, essa capacitação é importante para a evolução do tratamento no município. “Nossos profissionais estão tendo a oportunidade de conhecer mais sobre a hanseníase e trocar experiências com os palestrantes e participantes dos outros municípios que compõem a Oitava Gerência Regional de Saúde”, frisou.

Dados

Em 2016 foram detectados 247 casos de hanseníase em Petrolina. Já em 2017, até o mês de março, foram registrados 34 novos casos. Nesse mesmo período do ano passado, foram 56 pacientes.

Clêilma Souza / Ascom PMP

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você