Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

 (Imagens: Ana Regina / Beto Marques / TV Globo)


O líder de um grupo suspeito de roubar bancos e carros-fortes em cinco estados foi preso na manhã desta segunda-feira (22) em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco. A prisão ocorreu durante a Operação Capitania, deflagrada pela Polícia Civil.

De acordo com o chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Joselito Kerhle, com a desarticulação o grupo, três ações que ocorreriam nesta semana foram evitadas. "[Seriam] ações com o uso de explosivos, que poderiam ser contra bancos ou carros-fortes", destacou.

O líder do grupo tem 27 anos e é da Paraíba. Segundo a polícia, ele tem uma vasta ficha de antecedentes criminais. Com o grupo, foram apreendidos explosivos, revólveres, pistolas e armas de grosso calibre, conforme informou a Polícia Civil.

As investigações da "Capitania" começaram há seis meses em Olinda. "Esperamos, com a desarticulação desse grupo, identificar outros integrantes e que sejam reduzidas, de forma significativa, as ações deste tipo de crime", ressaltou Joselito Kerhle.

Os presos e os materiais apreendidos durante a operação serão encaminhados ao Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), no Recife.



Suspeitos de assaltos a carros forte e bancos são presos pela Polícia Civil (Imagens: Ana Regina / Beto Marques / TV Globo)



A operação


Uma operação da Polícia Civil, denominada "Capitania" foi deflagrada na manhã desta segunda-feira (22) e busca suspeitos de roubo e comércio ilegal de arma de fogo. A ação visa cumprir 15 mandados de prisão preventiva, 16 de busca e apreensão e um de condução coercitiva em Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Orobó, Bom Jardim e Palmares, em Pernambuco, e Alcantil, na Paraíba.

De acordo com a Polícia Civil, o grupo criminoso é suspeito de roubar instituições financeiras e carros-fortes com o uso de explosivos. Os crimes foram cometidos nos estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Alagoas e Ceará.

Um dos integrantes da organização criminosa é um detento da penitenciária padrão de Campina Grande, na Paraíba, conforme informou a polícia. Informações do G1 Caruaru.

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você