Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Rodriguinho fez o único gol corintiano na partida (Foto: Célio Messias/Gazeta Press)



O Corinthians sobrou dentro de campo na tarde deste domingo, no estádio Serra Dourada, abriu o placar com Rodriguinho e criou muitas chances para ampliar. Sem precisão e quase destinado a vencer pela margem mínima, porém, o clube do Parque São Jorge ficou apenas no 1 a 0 diante do Atlético-GO.
Com o resultado, o Timão vence sua segunda partida no campeonato, a segunda fora de casa, e se mantém entre os primeiros colocados do Campeonato Brasileiro, com sete pontos. O Dragão, por outro lado, soma sua terceira derrota consecutiva no Nacional, o sexto jogo sem vitória, e é o lanterna.
Na próxima rodada, os comandados de Fábio Carille terão pela frente seu primeiro grande desafio na competição: o clássico contra o Santos, às 19h30 (de Brasília) do sábado, dia 3 de junho, no estádio de Itaquera. Do outro lado, o Dragão busca seus primeiros pontos no torneio frente ao Bahia, na segunda-feira, dia 5, na Fonte Nova.
Arana e Romero sobram pela esquerda
O Corinthians trabalhou durante toda a semana nos treinamentos uma alternativa para criar jogadas sem a necessidade de pegar os adversários no contra-ataque. A exigência aos atletas foi que mostrassem mais precisão no passe para quebrar as linhas do rival, algo que, com a ajuda da fragilidade defensiva do Atlético-GO, apareceu bastante no primeiro tempo da partida no Serra Dourada.
O lance que inaugurou os trabalhos para os visitantes se deu quando Maycon recebeu na intermediária, trouxe para a perna esquerda e arriscou forte chute, exigindo boa defesa do goleiro Felipe. O arqueiro, por sinal, foi um dos poucos destaques dos rubro-negros na etapa inicial, sofrendo diante de um time que dependia única e exclusivamente da inspiração de Walter, centroavante, armador e batedor de todas as bolas paradas.
Com boa possibilidade de avançar o lateral esquerdo Guilherme Arana fez uma aparição no ataque aos 14 minutos, mostrando o que ia ser a tônica daqueles 45 minutos. Após triangulação pela esquerda, ele recebeu de Romero dentro da área e cruzou rasteiro. Jô, livre de marcação, finalizou, mas parou em ótima intervenção de Felipe.
O espaço, porém, já parecia aberto para os corintianos. Com Romero recebendo diversos aplausos da torcida corintiana presente ao local, Arana aproveitou a inspiração do companheiro para fazer mais uma tabela, dessa vez aos 27 minutos. Rápido, o camisa 13 invadiu a área e só rolou para Rodriguinho chegar batendo de canhota para dar a vantagem ao Timão.


SEGUNDO TEMPO
O Timão retornou ao gramado na etapa final motivado a ampliar sua vantagem, tanto pela cobrança de Carille em mostrar um sistema ofensivo mais produtivo quanto pela facilidade encontrar para envolver a zaga adversária. E o cartão de visitas veio com Romero, que arriscou de longe e fez Felipe trabalhar para mandar a bola à linha de fundo.
Depois, os visitantes mantiveram a pressão no campo adversário, recuperando as bolas quase sempre na intermediária ofensiva. Faltou aos corintianos, porém, uma maior efetividade nas finalizações. Em falta frontal, Jadson, que normalmente se salva no quesito precisão, deu a tônica da equipe ao bater muito mal, para fora.
Preocupado em ampliar a vantagem, Carille promoveu a estreia de Clayson, que não demorou muito a se ambientar ao ritmo imposto pelos visitantes. Em lindo lance de Jô, que recebeu no meio do círculo central e o acionou, o reforço recém-chegado da Ponte Preta saiu cara a cara com Felipe. Aparentemente em dúvida entre tocar no meio para Rodriguinho e chutar, ele bateu fraco e parou no goleiro.
A busca pelo gol continuou, com Pablo perdendo chance na pequena área e as bolas normalmente demorando a ser afastadas pelos goianos. A flata de eficiência, que não parecia incomodar a festa da torcida, quase pagou seu preço aos 49. Mas aí foi a vez de Cássio saltar e fazer linda defesa após cabeceio de Júnior Viçosa, assegurando o triunfo.
FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 0 X 1 CORINTHIANS
Local: estádio de Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 28 de maio de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Paulo Henrique Vollkopf (MS)
Assistentes: Eduardo Gonçalves e Leandro Ruberdo (ambos do MS)
Cartões amarelos: Eduardo e Igor (Atlético-GO)
Gols:
CORINTHIANS: Rodriguinho, aos 27 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-GO: Felipe; Eduardo (André Castro), Ricardo Silva, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Marcão, Luiz Fernando (Andrigo), Igor e Jorginho; Everaldo (Júnior Viçosa) e Walter
Técnico: Marcelo Cabo
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson (Clayson), Rodriguinho e Romero (Clayton); Jô (Kazim)
Técnico: Fábio Carille



Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você