Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Juan Manuel Santos e Donald Trump se cumprimentam em coletiva de imprensa conjunta na Casa Branca (Foto: REUTERS/Kevin Lamarque)


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu nesta quinta-feira (18) o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, para conversar sobre a produção e o tráfico de drogas, que classificou como um "grande problema" e sobre a situação "muito triste" vivida pela Venezuela.

Após a reunião,Trump diz que os EUA apoiam a estratégia colombiana de "atingir e eliminar" redes de tráfico de drogas e o cultivo e a produção de cocaína. Segundo ele, uma das maneiras de impedir o tráfico de drogas será o muro que pretende construir na fronteira com o México.

"A epidemia das drogas está contaminando muitas vidas americanos, e vamos acabar com isso. De diversas maneiras, e uma delas será o muro", disse em coletiva de imprensa conjunta com o presidente colombiano.

"Não há dúvidas de que os EUA e a Colômbia continuam sendo, mais do que nunca, um apoio um ao outro. Nossa aliança foi fortalecida", declarou Santos. "Somos e queremos continuar sendo o melhor destino para os negócios norte-americanos na América Latina

"A Colômbia fez grandes avanços, mas estamos trabalhando para acabar com as drogas, porque temos um problema com as drogas. Um grande problema", disse Trump no início da reunião com o presidente colombiano no Salão Oval da Casa Branca.

Trump disse que as equipes de ambos os países estão "trabalhando muito bem" e que espera ter mais encontros com Santos no futuro.

Venezuela

O presidente americano disse ainda que os dois conversaram sobre a "deteriorante situação" na Venezuela. "Está em um estágio muito ruim, como nós todos vemos pela imprens", afirmou.

"Uma Venezuela estável e em paz é do melhor interesse de todo o hemisfério", disse Trump. "Vamos trabalhar com a Colômbia e outros países sobre o problema na Venezuela. É um problema muito, muito horrível e do ponto de vista humanitário não é como nada que vemos há muito tempo".

Trump também declarou que fará "o que for necessário" em cooperação com outros países do continente para "recuperar" a situação humanitária na Venezuela.

"Faremos o que for necessário. Trabalharemos com outros para fazer o que for necessário para ajudar a recuperar isso (a crise econômica e humanitária na Venezuela)", disse. Informações do G1.

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você