Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, no Recife (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)


Mãe e filha são suspeitas de terem matado uma professora, de 38 anos, a facadas no município de Itamaracá, Grande Recife. De acordo com a Polícia Civil, a mãe, de 41 anos, imobilizou e a filha, de idade não informada, ficou responsável por esfaquear a vítima.

O caso ocorreu no sábado (10), no bairro de Forno da Cal. Ainda segundo a polícia, a vítima vivia com o ex-marido da mulher. As suspeitas teriam entrado na casa do casal e cometido o crime. O homem estava no local e presenciou a morte da professora, de acordo com os registros iniciais da ocorrência.

Por ter passado o prazo para o flagrante, as suspeitas foram ouvidas pela autoridade policial e liberadas em seguida. A arma do crime foi encontrada e apreendida. O caso é investigado pela Delegacia da Mulher por se tratar de um crime passional, de acordo com a corporação. Um inquérito por portaria foi instaurado.

O corpo da professora foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, região central do Recife.

Violência
O último balanço divulgado pela Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco contabilizou 2.037 pessoas assassinadas nos quatro primeiros meses de 2017, o que equivale a um aumento de 44,2% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando houve 1.412 assassinatos no estado. O próximo levantamento deve ser divulgado na quinta-feira (15).

O Atlas da Violência, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mostra que, após sete anos com diminuição no número de homicídios, Pernambuco apresenta um crescimento das mortes violentas a partir de 2014, voltando ao padrão de 2009 e 2010.

Os pesquisadores destacam que, entre 2007 e 2013, o estado foi uma “ilha de diminuição de homicídios no Nordeste”, com uma redução de 36% na taxa, indo de 4.557 mortes violentas para 3.124. Em 2014, o número volta a subir, com 3.358 homicídios registrados. Em 2015, foram 3.847. As informações são do G1 PE.

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você