Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Celulares foram apreendidos na Avenida Dantas Barreto, na área central do Recife, na manhã desta sexta (16) (Foto: Polícia Civil/Divulgação)



Uma operação conjunta das polícias Civil e Militar resultou na apreensão de 45 celulares comercializados sem nota fiscal na Avenida Dantas Barreto, na área central do Recife, na manhã desta sexta-feira (16). Do total de aparelhos apreendidos, a polícia constatou que três deles eram roubados. Uma mulher de 28 anos e dois homens de 21 anos, que comercializavam os aparelhos, foram presos em flagrante.

De acordo com a delegada Antonieta Calado, a confirmação do roubo foi feita através do Imei dos celulares, o número de identificação dos aparelhos, registrado em boletins de ocorrência de vítimas de assaltos. “O número de identificação dos aparelhos já estava registrado pela Polícia Civil, o que facilitou a restituição dos celulares e a prisão dos envolvidos”, contou ao G1. As três pessoas, no entanto, foram liberadas após pagarem fiança, cujo valor não foi informado pela delegada.

Ainda durante a ação dos policiais, 11 pessoas foram conduzidas à sede do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), em Afogados, na Zona Oeste do Recife, para prestar esclarecimentos. “Essas pessoas estavam comercializando os aparelhos sem nota fiscal, o que levantou suspeitas”, explicou Antonieta Calado.

Os outros 42 aparelhos apreendidos pela polícia são submetidos a perícia. O trabalho é realizado junto às operadoras para verificar se os celulares têm histórico de roubo ou furto.

Ferramenta para identificar aparelhos roubados

No mês de março, o governo de Pernambuco lançou, através da Polícia Civil, um serviço na internet para descobrir se os celulares recuperados com assaltantes ou suspeitos de assalto são oriundos de roubos. Através do serviço, também é possível descobrir a quem pertence o telefone a partir do número de identificação dos aparelhos, o Imei.

Para identificar se o celular é roubado, o código precisa ser cadastrado no site da SDS, junto a uma série de dados pessoais. O processo pode ser realizado como prevenção, sem precisar ter sido roubado, ou mesmo após o crime. São necessários dados como CPF, RG e alguma forma de contato, a partir da qual a vítima possa ser encontrada. As informações são do G1 PE.

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você