Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Ricciardo conquistou a primeira vitória em 2017 (Foto: Andrej Isakovic/AFP)


Na manhã deste domingo foi realizado o Grande Prêmio do Azerbaijão, oitava corrida da temporada de 2017 da Fórmula 1. Em uma prova emocionante, marcada por batidas, entradas do safety car e até interrupção, quem levou a melhor foi Daniel Ricciardo, que garantiu a primeira vitória da Red Bull em 2017.
A segunda colocação foi definida segundos antes da bandeirada. Lance Stroll, da Williams, vinha para fechar em segundo, mas Valtteri Bottas, em uma ultrapassagem incrível na última reta da pista, conseguiu ganhar a posição do canadense. Mesmo assim, o resultado foi histórico para Stroll, que se tornou o mais jovem piloto a subir ao pódio na primeira temporada da F1. Antes de Baku, o melhor resultado do piloto da Williams havia sido um nono lugar.
A corrida também foi marcada pela intensa batalha entre Lewis Hamilton e Sebastian Vettel. Após confusões entre eles, o alemão da Ferrari terminou na quarta colocação, seguido pelo britânico. No Mundial, Vettel segue na ponta com 153 pontos, com Hamilton em segundo, com 139.
Já Felipe Massa teve sensações opostas neste domingo. Após uma boa largada, o brasileiro vinha fazendo uma ótima corrida, chegando a permanecer na terceira colocação durante um momento da prova. Porém, após um problema em sua Williams, o piloto foi obrigado a abandonar a disputa.
O próximo compromisso da Fórmula 1 acontece daqui duas semanas, com o Grande Prêmio da Áustria.
A corrida – As emoções do GP do Azerbaijão começaram logo na largada. Enquanto Hamilton saiu bem e manteve a ponta, Bottas sofreu uma investida de Raikkonen. Os finlandeses acabaram se tocando, e quem se deu bem foi Vettel, que pulou da quarta para a segunda colocação. Kimi, por sua vez, foi para quinto, superado por Sergio Perez e Max Verstappen, enquanto Bottas foi o mais prejudicado e teve que ir aos boxes para trocar o bico e o pneu dianteiro direito.
Ainda na primeira volta, Daniil Kvyat acabou escapando da pista e, para tentar evitar bater no companheiro de Toro Rosso, Carlos Sainz freou forte e acabou rodando, mas ambos seguiram na corrida. Por sua vez, Felipe Massa, como de costume, largou bem e ganhou três posições, assumindo a sexta colocação.
Já Fernando Alonso, que largou na última colocação, se apressou em melhorar na corrida e, após as nove primeiras voltas, o bicampeão já tinha conquistado sete posições.
Quem não teve uma boa corrida foi Max Verstappen. Após algumas tentativas de ultrapassar Perez e conquistar a terceira colocação, o holandês teve um problema no motor e foi obrigado a abandonar a corrida. Foi a terceira vez nas últimas quatro provas que o piloto da Red Bull não recebe a bandeira quadriculada.
Após o abandono de Kvyat na curva 12, o safety car entrou na pista por algumas voltas, e todos os pilotos voltaram a ficar próximos. Na relargada, destaque para Massa, que ultrapassou Esteban Ocon, da Force India, e assumiu a quarta colocação após bela manobra.

O carro de segurança ficou apenas uma volta fora, já que foi chamado de volta por conta de detritos na pista. Antes do safety car sair, Vettel acabou batendo na traseira de Hamilton. O alemão colocou o carro de lado para reclamar com o piloto da Mercedes, e ambos voltaram a tocar os carros, após o tetracampeão jogar sua Ferrari para cima de Lewis.
A relargada marcou o momento mais emocionante da corrida. Vettel sofreu um sanduíche de Perez e Massa, que tentavam conseguir a segunda colocação. Quem se deu melhor foi o brasileiro, que chegou a assumir a vice-colocação, mas Sebastian recuperou a posição. Então, na batalha pelo quarto lugar, a Force India que se deu mal. Perez e Ocon acabaram se tocando, prejudicando a corrida da equipe.
Depois da confusão, a organização da corrida optou por aplicar bandeira vermelha, e a corrida foi interrompida na 23º volta, com os pilotos sendo obrigados a irem para os boxes. O incidente envolvendo Lewis e Sebastian ficou sob investigação.
Na segunda relargada da corrida, Massa apresentou um problema, e acabou ultrapassado por Ricciardo e Stroll na primeira reta. A Williams não conseguiu solucionar a questão e o brasileiro, que vinha bem na prova, foi obrigado a abandonar.
Já Hamilton, que abria vantagem em relação a Vettel, enfrentou um problema com seu protetor de cabeça, que se soltou do carro. O britânico teve que segurar com a mão para que a proteção não se soltasse nas retas. Não é permitido que os pilotos andem sem e, com isso, o britânico foi forçado a ir para os boxes. Mas nem tudo era positivo para a Ferrari, já que Sebastian foi punido com dez segundos pelo toque em Lewis.
Após cumprir a punição, Vettel conseguiu, por pouco, voltar na frente de Hamilton, e os pilotos ocupavam a sétima e oitava colocações, respectivamente. Com isso, Ricciardo assumiu a ponta. A disputa entre os líderes do Mundial ficou emocionante quando ambos tiveram que ultrapassar Fernando Alonso, que estava como retardatário. Sebastian teve dificuldades e quase foi ultrapassado por Lewis, enquanto o espanhol por pouco não bateu no muro. Por fim, os pilotos conseguiram passar pelo bicampeão, e Vettel se manteve na frente.
Nas voltas finais, Vettel e Hamilton lutavam para ganharem posições e conquistarem o máximo de pontos possível no Azerbaijão. No final, o alemão da Ferrari terminou em quarto e seguiu líder do Mundial, enquanto o britânico da Mercedes fechou em quinto.
Confira abaixo a classificação completa do GP do Azerbaijão.
1: Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)
2: Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)
3: Lance Stroll (CAN/Williams)
4: Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)
5: Lewis Hamilton (GBR/Mercedes)
6: Esteban Ocon (FRA/Force India)
7: Kevin Magnussen (DIN/Haas)
8: Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso)
9: Fernando Alonso (ESP/McLaren)
10: Pascal Wehrlein (ALE/Sauber)
11: Marcus Ericsson (SUE/Sauber)
12: Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren)
13: Romain Grosjean (FRA/Haas)
Não completaram
Jolyon Palmer (GBR/Renault)
Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso)
Max Verstappen (HOL/Red Bull)
Nico Hulkenberg (ALE/Renault)
Felipe Massa (BRA/Williams)
Sergio Perez (MEX/Force India)
Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)



Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você