Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco)



No duelo rubro-negro, Pernambuco fez a festa diante do Rio de Janeiro nesta quarta-feira (07), na Ilha do Retiro. Em jogo de alto nível técnico, o Sport bateu o Flamengo por 2x0, com gols de Osvaldo e Thomás, e respirou aliviado no Brasileirão, chegando aos sete pontos e assumindo a nova colocação provisória na tábua de classificação. Mais do que isso, essa foi a primeira vitória sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, que se afastou da zona de rebaixamento e enfim terá tranquilidade para trabalhar.

Com as duas equipes se respeitando bastante nos minutos iniciais, o jogo começou truncado e com muita disputa no meio de campo, sem grandes jogadas ofensivas. Com mais qualidade, o Flamengo conseguia ter um pouco mais de controle do jogo, inclusive marcando sob pressão. Bastante acionado, o atacante Leandro Damião fez a torcida flamenguista sentir saudade de Paolo Guerrero, que está na seleção peruana. Assustado, o Sport demorou um pouco para acordar. E isso aconteceu em jogada pela esquerda ofensiva, com Osvaldo, melhor em campo ao lado de Thallyson, cruzando rasteiro para Rithely perder boa chance, chutando para a defesa de Muralha.

Com mais confiança, o Leão conseguiu criar mais chances, principalmente pelo lado esquerdo, com Pará dando muito espaço para Osvaldo e para o estreante Patrick. A resposta do Flamengo veio com Leandro Damião acertando belo chute para a grande defesa de Magrão, em falha generalizada do sistema defensivo rubro-negro. No final, Osvaldo ainda chegou com perigo, chutando cruzado por cima para assustar Muralha, que não chegaria caso a bola fosse no gol.

Na segunda etapa, mais um começo frio, mas com o Sport tomando o controle das ações. Aos nove minutos, o Leão perdeu boa chance em falta cobrada de dentro da área, após recuo. Um minuto depois, os pernambucanos foram fatais em falha de Muralha. O goleiro flamenguista bateu mal o tiro de meta, Osvaldo carregou e bateu com estilo para abrir o placar e fazer a festa na Ilha do Retiro. O gol não relaxou os rubro-negros, que continuaram com a mesma intensidade, inclusive mantendo o time no campo de ataque maior parte do tempo. Apagado em campo, Diego não conseguia mais controlar o ritmo da partida e acabou substituído.

Com inteligência, o Sport passou a administrar o relógio com muita maturidade, sem correr grandes sustos. E aos 39, Thomás foi premiado. Com personalidade, o meia aproveitou novo cochilo da zaga carioca e bateu rasteiro, com a bola desviando num jogador adversário antes de entrar no canto de Muralha. O Flamengo ainda chegou com Mancuello e Vinícius Júnior, mas Magrão fez grandes defesas e garantiu a festa na Ilha do Retiro.


Sport 2
Magrão; Samuel Xavier (Raul Prata), Ronaldo Alves, Durval e Patrick; Anselmo, Thallyson (Thomás), Rithely e Everton Felipe (); André e Osvaldo. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Flamengo 0
Alex Muralha; Pará, Réver, Juan, Renê; Márcio Araújo (Mancuello), Willian Arão e Diego (Felipe Vizeu); Ederson (Vinícius Júnior), Everton e Leandro Damião. Técnico: Zé Ricardo.

Local: Ilha do Retiro (Recife).
Árbitro: Anderson Daronco (RS). Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (ambos do RS).
Gols: Osvaldo (aos 10 do 2ºT) e Thomás (aos 39 do 2ºT).
Cartões amarelos: Ronaldo Alves e Thallyson (Sport). Juan e Réver (Flamengo). Público: 12.617. Renda: R$324.976,00



Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você