Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]



Um homem foi condenado a 28 anos de prisão em regime fechado, por ter matado a ex-mulher no município de Jeremoabo, no norte da Bahia. O crime ocorreu em setembro de 2016 e, segundo a investigação da Polícia Civil, foi cometido porque o suspeito não aceitava o fim do relacionamento.

A sentença foi proferida pela Justiça na segunda-feira (17), após denúncia oferecida pelo promotor de Justiça Carlos Augusto Machado de Brito.

O acusado é Gilberto Damascena Cândido, conhecido como “Gordo”. A Justiça também entendeu que ele levou em consideração a condição da vítima a ser mulher para cometer o crime e, por isso, foi julgado por feminicídio.

A vítima foi Adriana de Souza Santos, morta com um golpe de faca. O juiz Leandro Ferreira Moraes considerou que o crime foi cometido por motivo fútil, com uso de recursos que impossibilitaram a defesa da vítima. As informações são do G1 BA.

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você