Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Paralisação CPM em Petrolina (Foto: Divulgação/ Movimento )


Professores do Colégio da Polícia Militar que são contratados pela Secretaria de Defesa Social de Pernambuco paralisaram os trabalhos em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Um grupo de 25 professores realizou um protesto nesta quinta-feira (27), em frente ao colégio, para cobrar o reajuste salarial.

Segundo a categoria, nos últimos quatro anos não houve aumento de salário e nem o repasse do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), retroativo de 2011 até a data atual.

Em nota, o comando do Colégio da Polícia Militar de Petrolina informou que devido a uma reunião entre um grupo de docentes, alguns alunos da instituição não tiveram aula nesta quinta-feira (27), mas na sexta-feira (28/07) as aulas serão realizadas normalmente. Já as aulas que não foram ministradas serão repostas, sem prejuízo para os alunos.

O colégio ressaltou ainda que as reuniões com representantes do Colégio da Polícia Militar terão continuidade com objetivo de garantir sempre o diálogo na busca por melhores oportunidades e ganhos para todos. Informações do G1 Petrolina.

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você