Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]


(Imagem: Globo)

Morreu nesta quinta-feira (17) o ator Paulo Silvino, vítima de um câncer no estômago. A informação foi dada pela Central Globo de Comunicação no início desta manhã. O artista estava na sua casa, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Paulo descobriu o câncer em julho de 2016 e chegou a ser operado, na ocasião.

Silvino iniciou a carreira no rádio. Na Globo, tornou-se conhecido com bordões em programas como "Faça Humor, Não Faça Guerra" (1970), "Satiricom" (1973), "Planeta dos Homens" (1976) e "Zorra Total" (1999). No "Zorra", seu personagem Severino se tornou popular com a frase "cara e crachá".

Paulo Silvino era filho do comediante Silvério Silvino Neto, conhecido por realizar paródias de figuras públicas no Brasil dos anos 1940 e 1950. A mãe dele era a pianista e professora Noêmia Campos Silvino.

“Ser comediante nasceu por acaso. Talvez seja pela minha desfaçatez, porque eu nunca tive inibição de máquina. Tenho tranquilidade com a câmera e tive vantagem em televisão por isso. O riso dos cinegrafistas é o meu termômetro", declarou o ator, ao Memória Globo, sobre sua profissão. As informações são do Noticias ao Minuto.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você