Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Reprodução)


Numa análise rasa, a derrota do Náutico para o Oeste, neste sábado, poderia ser justificada apenas pela expulsão do lateral-esquerdo Henrique Ávila, no final do primeiro tempo. No entanto, não foi assim que o técnico Roberto Fernandes analisou a partida. Segundo ele, o insucesso veio muito mais por erros da equipe durante os 90 minutos e, principalmente, pela falta de agressividade quando tinha a posse de bola.

Questionado se o Náutico tivesse tido onze jogadores durante os 90 minutos o resultado seria diferente, Roberto foi categórico ao afirmar que não acreditava nisso.

- Eu tenho dúvida se o resultado seria outro. Voltamos a cometer alguns erros que estão se repetindo no Náutico. Volto a reclamar da falta de agressividade no jogo. A gente tinha que agredir quando tinha a posse de bola, mas desacelerávamos. O Oeste foi mais feliz na transição e na recomposição ao longo do jogo.

A derrota, para o momento do Náutico na Série B, poderia ter deixado Roberto Fernandes irritado. No entanto, o desempenho dos jogadores em campo mudou o sentimento do treinador, que volta para o Recife amargando a tristeza.

- Muito mais do que puto da vida, eu estou triste porque esbarramos em alguns erros. Estamos trabalhando para que o Náutico consiga diminuir a oscilação. As informações são do GloboEsporte.com, Recife.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você