Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Comerciante é preso com um quilo de skank no Grande Recife (Foto: Divulgação/Polícia Civil)



Polícia Civil divulgou nesta sexta-feira (1º) a apreensão de um quilo de skank, droga conhecida como 'supermaconha', e a prisão de um comerciante, no bairro do Janga, em Paulista, no Grande Recife, suspeito de tráfico de drogas na região. Segundo o delegado responsável pelas investigações, Álvaro Muniz, ele foi preso no momento em que faria a distribuição do entorpecente.

A investigação durou cerca de um mês. Segundo o delegado, no momento em que o suspeito foi preso, na terça-feira (29), foram encontrados três pacotes, cada um com cerca de 60 gramas do entorpecente. Posteriormente, mais droga foi encontrada em um apartamento alugado pelo comerciante para armazenar e preparar a venda, totalizando cerca de um quilo de skank. No local, também foi encontrada uma balança de precisão.

"Recebemos a denúncia de que ele fazia a distribuição da droga em bares e praias do Janga e de Pau Amarelo, ambas em Paulista. Ele afirmou ser usuário e, por causa de problemas financeiros, passou a traficar, supostamente há um mês. Nunca teve passagem pela polícia e diz trabalhar com dois amigos numa loja de produtos para animais de estimação", disse o delegado.

Ainda segundo a polícia, cada bisnaga do skank seria vendido por mais de dez vezes o valor da maconha, por causa do alto teor de substância entorpecente. “É uma droga modificada em laboratório, difícil de conseguir. As investigações, agora, estão voltadas para descobrir a origem desse material”, explicou.

Após ser autuado, o comerciante foi encaminhado à audiência de custódia, onde teve a prisão preventiva decretada. Ele foi encaminhado ao Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife, onde vai responder pelo crime de tráfico. A pena prevista pode chegar a 15 anos de reclusão. As informações são do G1 PE.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você