Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Reprodução)


Durante o Grito dos Excluídos neste dia 7 de setembro, participantes pararam em frente ao prédio da Prefeitura de Petrolina, em pacífica e democrática manifestação, como cabe nesta data em que se celebra a independência da nossa nação.

No entanto, um sindicalista percebeu que o Secretário Municipal de Segurança, José Silvestre, e somente ele, jogava um spray, aparentemente de pimenta, no chão, incomodando as pessoas. Robson, sindicalista do Sintepe – sindicato dos trabalhadores em educação de Pernambuco, regional Petrolina, se dirigiu ao secretário para perguntar a razão daquela atitude, e foi recebido com spray no rosto. A Vereadora Cristina Costa percebeu a agressão ao companheiro, e saiu em sua defesa.

Depois do lamentável episódio, em que em nenhum momento teve o envolvimento da Guarda municipal, e sim de forma isolada do seu chefe, a Vereadora Cristina Costa, o Vereador GIlmar Santos e o deputado estadual Odacy Amorim, ambos do PT, se dirigiram ao gabinete do prefeito e foram recebidos por Miguel Coelho. Miguel ouviu o relato de Cristina e companheiros, e disse não concordar com a atitude do seu secretário Silvestre.

Em toda a história do Grito dos Excluídos em Petrolina, nunca se viu atitude tão truculenta e autoritária, como a praticada exclusivamente pelo secretário José Silvestre. A Vereadora Cristina Costa espera que o governo novo tempo troque o autoritarismo pelo diálogo, e a truculência pela serenidade.



Assessoria de imprensa / Cristina Costa / Vereadora PT

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você