Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

O Ibama embargou um total de 425 hectares de área desmatada ilegalmente no sertão de Pernambuco (Foto: Ibama-PE)


A operação "Mandacaru", deflagrada pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), flagrou diversos desmatamentos ilegais em Afrânio, Bodocó, Petrolina e Serra Talhada, no sertão pernambucano. A equipe ainda identificou desmatamento em Queimada Nova, no Piauí.

Durante a operação que visa coibir a exploração e o desmatamento irregular do ecossistema, o Ibama embargou um total de 425 hectares – mesmo número em campos de futebol – de área desmatada ilegalmente. Foram aplicados 14 autos de infração que, juntos, somam uma multa de R$ 430 mil. A Operação Mandacaru durou duas semanas e contou com seis agentes em campo.

Segundo o coordenador de fiscalização do Ibama em Pernambuco, Amaro Fernandes, a operação estava sendo preparada desde o ano passado, com a análise de imagens captadas por satélites nos últimos 5 anos. “O método inovador permitiu que fizéssemos o comparativo dessas áreas ao longo dos anos.”

As áreas serviam de grandes pastos para a criação de gado. Entre as apreensões, os agentes ambientais confiscaram 319 mourões (estacas mais grossas) de aroeira, espécie da Caatinga protegida por lei federal. As informações são da Isa Mendes / G1 Petrolina.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você