Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

O presidente chinês, Xi Jinping, durante cerimônia no Grande Salão do Povo de Pequim (Foto: Ng Han Guan / AP Photo)


O que o mundo inteiro esperava, foi confirmado nesta quarta-feira (25): Xi Jinping foi confirmado como presidente da China pelos próximos cinco anos ao ser eleito como secretário-geral do Partido Comunista Chinês (PCCh) e presidente da Comissão Militar Central, que controla as Forças Armadas do país.

"Assumo minha relação não apenas como uma aprovação ao meu trabalho, mas também com um estímulo para seguir avançando", declarou Xi em discurso exibido ao vivo na televisão.

O presidente da China também apresentou nesta quarta os cinco novos membros do Comitê Permanente do Politburo, órgão que constitui a cúpula da liderança do partido e do país. Além de Xi e do primeiro-ministro, Li Keqiang, que seguem no órgão, os novos integrantes são Li Zhanshu, Wang Yang, Wang Huning, Zhao Leji e Han Zheng. Todos nasceram depois da revolução comunista chinesa liderada por Mao Tsé-tung em 1949.

Eles foram apresentados pelo presidente à imprensa em uma cerimônia no Grande Palácio do Povo de Pequim e substituirão membros que se aposentaram por motivos de idade (entre eles Wang Qishan, chefe da poderosa Comissão Central de Supervisão Disciplinar, que liderou a ampla campanha anticorrupção no país).

Todos os novos integrantes têm mais de 60 anos, assim como Li Keqiang (62), um indício de que nenhum deles deve suceder Xi Jinping no próximo congresso, em 2022. Li Zhanshu (67) é amigo de Xi, Wang Yang (62) é vice-primeiro-ministro, Wang Huning (62) é um importante teórico do partido, Zhao Leji (60) é diretor de organização departamental e Han Zheng (63), o líder do partido em Xangai. Leji substituirá Qishan no Politburo como chefe anti-corrupção.

Xi Jinping entrou para o Comitê Permanente em 2007, quando tinha 54 anos, e sucedeu Hu Jintao como secretário-geral e presidente cinco anos mais tarde.

Líder poderoso

Na terça (24), Xi já tinha sido elevado ao status de mais poderoso líder chinês em décadas, após o partido inserir seu nome e seu ideário na Constituição. Xi agora figura ao lado de Mao Tsé-tung e Deng Xiaopingno principal documento do partido.

Aos 64 anos, Xi Jinping é o primeiro dirigente chinês desde Mao, que governou a China de 1949 até sua morte, em 1976, a ver seu nome incluído nos estatutos quando ainda está no cargo.

Fundador da República Popular da China, Mao foi um dos criadores do Partido Comunista Chinês, em 1921, e chegou ao poder após derrotar as tropas nacionalistas. Em 1966, ele comandou a Revolução Cultural da China.

O nome de Deng Xiaopoing, que sucedeu Mao no poder e estimulou nos anos 1980 as reformas que transformaram a China na segunda potência econômica mundial, foi incluído nos estatutos depois de sua morte, em 1997.

Os nomes dos dois antecessores de Xi Jinping, Jiang Zemin e Hu Jintao, não figuram nos estatutos do partido, mas suas obras são mencionadas.

"O pensamento de Xi Jinping será a linha ideológica da China e do novo comunismo", afirmou a agência oficial de notícias chinesa, a Xinhua. As informações são do G1.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você