Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Testes rápidos de sífilis (Foto: Ivomar Gomes/Secom-JP)


O município de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, já registrou 120 casos de pessoas com sífilis entre os meses de janeiro a setembro de 2017. O número é considerado elevado pela Secretaria de Saúde do município.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde de Petrolina foram confirmados nos nove meses 30 casos de sífilis adquirida, aquele é que é contraído a partir da relação sexual. No município foram registrados 39 casos de sífilis congênita, em que a doença é transmitida da mãe para o filho durante a gestação. Até setembro deste ano 55 gestantes foram diagnosticadas com a doença.

A gerente do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA/SAE), Karelly Oliveira, considera o índice no município preocupante “A gente considera um número um pouco elevado. Por isso, aqui como centro de referência de DSTs a gente trabalha com a prevenção”, destacou a gerente do CTA.

Em 2016, 71 gestantes foram identificadas com a doença. Em 2015 foram 92. Em 2016 houve no município 42 casos de sífilis congênita. Em 2015 foram 60. O teste rápido para o diagnóstico da sífilis é feito na hora no CTA que na avenida Joaquim Nabuco, em frente ao Hospital Dom Malan. “Qualquer pessoa que tiver vontade de fazer o teste rápido pode fazer. Demora 15 minutos a leitura”, disse Karelly. O horário de funcionamento do CTA é de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h.

Assim que diagnosticado com a doença os pacientes passam a fazer o tratamento a base de penicilina intramuscular. O tempo de duração do tratamento dependerá da fase da sífilis. “Geralmente aparece primeiro na região genital. Na fase mais grave, terciário, já aparece em várias partes do corpo”, disse.

Dia D de combate à Sífilis

Neste sábado (21) vai ser realizado o Dia D de combate à Sífilis. O evento será na sede do CTA, das 8h às 12h. No local vão ser oferecidos testes rápidos, orientação sobre a doença e distribuição de preservativos masculino, feminino e gel lubrificante. As informações são da Amanda Franco / G1 Petrolina.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você