Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]


(Reprodução do G1 / Foto: Arquivo Pessoal)

A polícia prendeu nesta quarta-feira (4) na cidade do Crato, no interior do Ceará, o suspeito de matar a travesti Pâmela Pamaneck, encontrada morta em 25 de setembro com marcas de violência em Moreilândia, em Pernambuco. De acordo a Polícia Civil de Ouricuri-PE, responsável pelo caso, José Luiz do Nascimento, de 55 anos, atirou na vítima por causa de uma dívida.

O suspeito foi preso em casa, após o cumprimento de um mandado de prisão expedido pela Justiça de Pernambuco. Ele prestou depoimento na tarde desta quarta na delegacia de Ouricuri, onde permanece preso.

Pâmela Pamaniki tinha 29 anos e trabalhava como garota de programa há cerca de 10 anos. Ela foi vista viva pela última vez em Juazeiro do Norte, no interior do Ceará, um dia antes de ser encontrada morta, de acordo com o delegado Diogo Galindo.

A Polícia Civil não revelou detalhes do crime ou se o homicídio foi premeditado, mas afirmou ter "fortes indícios" de que o suspeito preso é o autor do crime.

A mãe e um amigo da travesti Pâmela Pamaneck realizaram o reconhecimento do corpo no Instituto Médico Legal (IML) em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, um dia após o cadáver ter sido encontrado. As informações são do G1 CE.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você