Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Bombeiro tenta combater fogo em Santa Rosa, na Califórnia (EUA) (Foto: AP Photo/Marcio Jose Sanchez)


Bombeiros ainda tentam controlar os incêndios florestais que atingem o norte da Califórnia (EUA) há uma semana. O balanço de mortos subiu para 40 neste domingo (15), segundo a Associated Press. A última estimativa indica que 100 mil pessoas foram forçadas a abandonar suas casas.

Cerca de 865 quilômetros quadrados de áreas residenciais, florestas e outras propriedades foram arrasados pelo fogo desde o último domingo (8) na chamada região do vinho. "Os incêndios foram extremamente destrutivos, com uma estimativa de 5.700 estruturas arrasadas", informou o Corpo de Bombeiros em comunicado.

Várias igrejas foram usadas como abrigos para alojar os que perderam suas casas e também como local de descanso para os 10 mil bombeiros que tentam combater as chamas, indicou o jornal "Sacramento Bee".

Vento complica combate ao fogo

Os incêndios florestais são comuns no oeste dos Estados Unidos durante a estação de seca nos meses mais quentes. Mas os desta semana foram os mais fatais na história da Califórnia, segundo as autoridades. A intensidade do vento no local complica o trabalho dos bombeiros.

Uma das áreas mais afetadas é o condado de Sonoma, onde ao menos 20 pessoas morreram e 200 estão desaparecidas. Na cidade de Santa Rosa, bairros inteiros foram reduzidos a cinzas, escombros e carros queimados.

Até agora nenhuma causa foi determinada para os incêndios. De acordo com a Associated Press, linhas de energia derrubadas pelos ventos são vistas como uma possibilidade. As informações são do G1.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você