Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]



Estudantes aproveitam movimento para vender água (Foto: Amanda Lima)

Neste domingo (5), a manhã foi de muito movimento em Petrolina, no Sertão Pernambucano. O motivo foi a realização do 1º dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nesta primeira etapa, os alunos respondem questões de Ciências Humanas, Linguagens e Códigos e Redação. Com medo de se atrasar, Marina Eduarda dos Santos chegou cedo na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), local onde faz a prova.
“Tive medo de me atrasar. Ano passado teve muita gente que passou por isso, então me esforcei para chegar cedo. Quanto a prova eu estou confiante porque estudei e me dediquei muito. Espero que seja tranquilo, estou calma”, ressaltou.

Na Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape), Juliana Feitosa também chegou com antecedência para realizar a prova. Apesar da correria para não se atrasar, a estudante aposta na tranquilidade para o 1º dia de prova.



Juliana Feitosa busca uma vaga no curso de química (Foto: Amanda Lima)

"Eu estudei muito, estou preparada. Eu fiz cursinho, estudei em casa também, a noite e nos finais de semana", explicou a aluna que busca uma vaga para cursar química.

Muita gente que não está fazendo a prova também movimentou os locais onde o exame é aplicado. É o caso de um grupo de jovens que aproveitou a deixa para comercializar água em frente a Universidade de Pernambuco (UPE).

“É para nossa peça do auto de natal que acontecerá em dezembro. Nós temos muitos gastos com cenário, figurino, por isso a gente precisou se organizar, estar aqui suando, cantando, animando até mesmo quem vai fazer a prova”, declarou a estudante Larissa Brenda Bandeira. As informações são do G1 Petrolina.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você