Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]



A UPAE Petrolina celebra mais um reconhecimento. Essa semana foi divulgado um relatório técnico-científico, fruto de uma tese de mestrado, que avaliou o desempenho de três Unidades Pernambucanas de Atenção Especializada Tipo II e a UPAE de Petrolina ficou em primeiro lugar.

O documento, produzido por Luciana Bezerra da Silva, agora mestra com o título do Mestrado Profissional de Avaliação em Saúde pelo Imip, serve de parâmetro para a análise desses serviços de saúde no estado, levando em consideração que havia uma lacuna na atenção de média complexidade antes do período de implementação das UPAEs; e que as mesmas vêm desempenhando importante papel na estruturação do modelo de atendimento ambulatorial especializado em Pernambuco.

O estudo utilizou o modelo multidimensional do Balanced Scorecard, que é uma metodologia de medição e gestão de desempenho e avaliou os tópicos: perspectiva financeira; processos internos; perspectiva do cliente; aprendizado e crescimento. No resultado global, a UPAE Petrolina alcançou o desempenho excelente em todas as perspectivas e ficou com uma média geral de 88,2 pontos.

De acordo com a pesquisa, confirmou-se que há na UPAE uma busca constante por novas ferramentas de gestão como forma de solucionar dificuldades, sem a perda do nível de qualidade na prestação dos serviços; e que a Unidade possui todas as ferramentas e insumos necessários à prestação de uma assistência de excelência aos usuários do SUS, de acordo com as necessidades da região.

“Nós ficamos felizes com o resultado, até porque ele é fruto do trabalho de uma equipe que atua de forma humanizada e resolutiva, buscando sempre o aperfeiçoamento e a atualização em serviço. Nós temos uma linha de gestão muito bem definida, buscamos estimular e promover o ensino e pesquisa, inclusive com a participação de gerentes e coordenadores em especializações voltadas à saúde pública. Os nossos funcionários e colaboradores são cientes da nossa missão, protocolos, rotinas e fluxos. E esses foram itens que nos fizeram pontuar bem”, ressalta a coordenadora de enfermagem Grazziela Franklin.

A coordenadora geral da UPAE Petrolina, por sua vez, destaca que a pesquisa foi feita por um agente externo imparcial que teve acesso a todos os relatórios mensais de 2016 enviados à secretaria estadual de saúde, além de entrevistas e outros documentos. “Foram analisados dados oficiais que nos dão uma dimensão ampla das nossas potencialidades e fragilidades, para que a gente possa melhorar ainda mais o nosso serviço. É alguém de fora nos avaliando de forma crítica, por vários ângulos, e dizendo que a gente está acertando. Sem dúvida, isso nos enche de orgulho”, finaliza.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você