Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Reprodução / GloboEsporte)


Atenção: essa não é uma notícia sobre o mercado da bola que coloca o nome de Diego Tardelli, jogador do Shandong Luneng, da China, na mira do Corinthians.

Com problemas financeiros, o Timão dificilmente contrataráuma "cereja" para o bolo, como costuma dizer o técnico Fábio Carille, para 2018. Mas, segundo Jô, atuar pelo clube alvinegro um dia faz parte dos planos de carreira do amigo.

Veja o que Jô disse sobre Tardelli ao GloboEsporte.com:

"Ele tem vontade também. É um cara que já demonstrou o carinho (pelo Corinthians), que veio treinar aqui no clube, é um cara que acho que tem muita vontade. Um dia, quem sabe, pode estar realizando esse sonho de jogar no Corinthians".

Parceiros na Libertadores de 2013, conquistada pelo Atlético-MG, Jô e Tardelli são muito amigos. Apesar de rivais na juventude – Jô atuava pelo Timão, e o colega, pelo São Paulo –, aproximaram-se na capital paulista, intensificando depois a amizade no Galo. Tardelli é padrinho de Pedro, filho de Jô.

– Sempre tivemos proximidade, isso ficou maior no Galo e depois na China. É um cara que estou sempre trocando mensagens. A cidade dele lá não é muito boa, que é Jinan, ele passa por algumas dificuldades, mas a gente sempre conversa que é o mehor para a família dele, que ele precisa superar as dificuldades. É um cara fantástico, sempre vou torcer pela felicidade dele.

Tardelli esteve no CT corintiano em setembro, antes de se apresentar à seleção brasileira, acompanhado do fisioterapeuta Bruno Mazziotti. Por lá, usou toda a estrutura por um dia.

Apesar da grande admiração, o Corinthians diz que Tardelli não faz parte da realidade do clube. O técnico Fábio Carille sabe disso.

– Não sou um sonhador para achar que vão chegar jogadores de nome neste momento, jogadores caros – afirmou.

Os salários recebidos pelo jogador na China são considerados impagáveis no futebol brasileiro. Aos 32 anos, ele tem contrato por lá até 20 de janeiro de 2019. Por enquanto, ainda parece ser um sonho distante. As informações são de Bruno Cassucci, Diogo Venturelli e Marcelo Braga, GloboEsporte / São Paulo.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você