Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Os presos nas três operações simultâneas desta sexta-feira (1º) seguirão para o Depatri, no Recife (Foto: Ascom/Polícia Civil de Pernambuco)


A Polícia Civil de Pernambuco de Pernambuco deflagrou, na manhã desta sexta-feira (1º), três ações simultâneas para combater homicídios e tráfico de drogas. De acordo com a corporação, ao todo, estão sendo cumpridos 29 mandados de prisão. Essas operações ocorrem no Recife, Região Metropolitana e no interior pernambucano.

A corporação ressaltou a importância de ações como essas. Segundo a polícia, mais da metade das mortes violentas em Pernambuco está ligada a disputas de território para a venda de drogas ou tem relação com dívidas de usuários com traficantes.

Uma das ações, que foi batizada Chucky Killer, é a 48ª operação de repressão qualificada deste ano. Com ela, a polícia pretende desarticular uma organização criminosa que atuava em todo o estado. O grupo é suspeito de distribuir entorpecentes e praticar homicídios.

Na Operação Chucky Killer, os agentes e delegados cumprem 17 mandados, sendo 10 de prisão, seis de busca e apreensão e um de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para prestar depoimento. Todos foram decretados pelo Juíza de Direito da 3º Vara Criminal da Comarca de Olinda, no Grande Recife.

Participaram dessa ação 74 delegados, agentes e escrivães. Nesse caso, os presos e os materiais recolhidos serão levados para a sede do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), no Recife.

Yama

A segunda operação deflagrada nesta sexta-feira tem como alvo uma organização criminosa responsável por tráfico de drogas. A Yama é a 49 ª operação de repressão qualificada deste ano.

Estão sendo cumpridos 12 mandados, sendo 10 de prisão, um de busca e apreensão e outro de condução coercitiva.Todos foram decretados pelo Juíza de Direito da 3º Vara Criminal da Comarca de Olinda.

De acordo com a Polícia Civil, essa organização criminosa fazia as distribuição das drogas no Recife, Região Metropolitana e Sertão. Foram apreendidos drogas, armas, veículos. De acordo com as investigações, os principais líderes se encontravam presos. Um deles está em um presídio federal.

Participaram da Yama 47 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães. Todos os presos e os materiais apreendidos também vão para o Depatri, no Recife.

Lexus

A 50ª operação de repressão qualificada de 2017 foi batizada de Lexus. O objetivo, segundo a Polícia Civil, é desarticular uma quadrilha responsável pelo delito de tráfico de drogas, associação para o tráfico.

Estão sendo cumpridos 13 mandados, sendo nove de prisão e quatro de busca e apreensão. Todos foram decretados pelo Juíza de Direito da 3º Vara Criminal da Comarca de Olinda.


Essa organização criminosa, segundo a Polícia Civil, negociava entorpecentes e fazia a distribuição das drogas no Recife, bem como no Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca, na Região Metropolitana.

Durante a investigação, foram apreendidas armas e drogas. A polícia informou que o líder encontra-se detido, mas mesmo assim orientava as ações dos criminosos.

Participaram da Lexus 49 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães. Todos os presos e materiais apreendidos também seguirão para o Depatri. As informações são do G1 PE.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você