Slider[Style1]

Style10

EM QUEM VOCÊ VOTARIA PARA PRESIDENTE EM 2018?

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

(Foto: Divulgação / TSE)


Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta terça-feira (12) o resultado dos testes de segurança feitos no sistema de urna eletrônica para as eleições de 2018.

Os testes foram realizados durante quatro dias, e envolveram o trabalho de diversos especialistas em Tecnologia da Informação, que tentaram acessar o sistema das urnas, a fim de identificar possíveis falhas de segurança.

De acordo com o tribunal, foram detectados seis problemas durante os testes.

Durante o período de testes, os especialistas atacaram o sistema de urnas. Em um dos ataques, um grupo conseguiu acessar e identificar a sequência de votos no equipamento. De acordo com o TSE, porém, não foi possível alterar os votos.

De posse das falhas identificadas, os técnicos do TSE trabalharão para corrigir os problemas antes do pleito eleitoral.

O secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino, disse que esses testes dão ainda mais segurança à votação eletrônica.

"Com toda certeza. Isso não se trata de um discurso, isso é demonstrado, é evidenciado inclusive com esse tipo de evento, que são os testes públicos de segurança. Ali nós mostramos realmente como o sistema está, onde há as potenciais fragilidades e onde efetivamente nós vamos fazer o conserto. Então isso demonstra o quanto o software está maduro, está robusto e evoluindo à medida em que a própria sociedade dá a sua contribuição", afirmou. As informações são do G1 / TV Globo, Brasília.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você