Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]


(Foto: Reprodução/Noticias ao Minuto)

Emagrecer é difícil, e as dietas “milagre”, que resultam na hora mas duram muito pouco, trazem uma consequência não tão agradável: ganhar os quilos perdidos.

A questão sobre como o ser humano é tão propício a recuperar os quilos a mais foi levantada pela ciência. A culpa? Dos hormônios.

Um grupo de 35 adultos foi observado por dois anos. As pessoas representavam uma população acima do peso aconselhado que perdeu os quilos extras. Passados dois anos, a amostra apresentou melhores valores a nível cardiovascular, contudo, os hormônios associados à fome apresentavam dados inesperados, pois parecem ter ficado “adormecidos” e, um ano depois de atingir um peso saudável, voltaram a ficar ativas, gerando uma sensação de fome nos sujeitos estudados.

Do estudo se conclui assim que embora os sujeitos ganhem estilos de vida saudáveis, o seu organismo demora mais tempo (ou não chega a atingir) estes bons hábitos, continuando a gerar a sensação de fome que leva a que facilmente se recupere o peso.

A boa notícia, conta o Science Alert é a de que, ao identificar o problema, talvez no futuro se encontre uma solução mais simples para a perda de peso. As informações são do Noticias ao Minuto.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você