Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]


Passageiros improvisam balsa após serviço ser cancelado um dia após acidente nas Filipinas (Foto: Erik de Castro/Reuters)

As autoridades da Filipinas confirmaram, nesta sexta-feira (22), que subiu para cinco o número de mortos em um naufrágio de uma balsa na província de Quezon, na costa leste do país. As equipes de resgate seguem buscando desaparecidos.

Os serviços de emergência e pescadores conseguiram resgatar 252 passageiros, segundo a Reuters.

Mau tempo

Um sobrevivente, Donel Jade Mendiola, disse à rádio DZMM que o tempo estava bom quando a embarcação deixou o porto, mas ventos fortes e ondas grandes começaram a bater na balsa duas horas depois.

"O navio parou e começou a ser tomado por água na parte da frente. Os passageiros correram para um lado e a balsa começou a afundar", afirmou. Segundo ele, os passageiros foram instruídos a vestir coletes salva-vidas.

"Existe uma grande possibilidade de o acidente ter sido causado pelo mau tempo", afirmou o porta-voz da Guarda Costeira.

As operações de resgate são dificultadas por fortes chuvas e grandes ondas causadas por uma tempestade tropical que afeta o sul das Filipinas. Barcos de Guarda Costeira e helicópteros do exército filipino estão no local.

Há 30 anos

O acidente mais grave na história moderna da navegação comercial aconteceu nas Filipinas, em 1987, quando o navio Doña Paz afundou nas águas de Leyte, após colidir com um petroleiro. Morreram 4.341 pessoas. As informações são do G1.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário