Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Menina de 10 anos foi morta na cidade de Camaçari (Foto: Reprodução/ TV Bahia)

Um adolescente de 17 anos foi apreendido, suspeito de ter estuprado e matado uma menina de 10 anos na quinta-feira (17), na cidade de Camaçari, na região metropolitana de Salvador.

A apreensão foi feita por volta das 23h de sábado (19) e divulgada pela Polícia Militar neste domingo (20).

Policiais militares da 53ª Companhia Independente (CIPM) encontraram o suspeito quando estava em patrulhamento no centro da cidade de Mata de São João, a cerca de 20 km de Camaçari.

Os policiais suspeitaram de um carro preto e, ao abordar o veículo, encontraram o adolescente acompanhado de familiares. Ele foi apresentado na 18ª Delegacia, em Camaçari.

Crime

O corpo de Milena foi encontrado pela mãe, dentro da casa onde moravam, com marcas de estrangulamento. Quando ocorreu o crime, a menina estava sozinha em casa, depois de voltar da escola, enquanto a mãe trabalhava. O crime ocorreu por volta das 14h de quinta-feira (17), na Rua da Manoela, Gleba A.


Menina achada morta dentro de casa em Camaçari foi enterrada na cidade da região metropolitana de Salvador (Foto: Jony Torres/TV Bahia)

A vítima costumava buscar o irmão de três anos na creche depois da escola, mas foi morta antes disso. Ao encontrar a filha morta em casa, a mãe achou que o bebê tinha sido levado pelo autor do crime. No entanto, ela descobriu que o menino ainda estava na creche.

Em nota, a Polícia Militar informou que, na noite de quinta-feira, por volta de 20h, policiais militares do 12º BPM foram chamados, após denúncia de que uma criança havia sido morta vítima de estupro. No local, a mãe da menina relatou aos PMs que havia se ausentado para buscar outro filho na creche e deixou a menor sozinha dentro de casa. Segundo ela, ao chegar à residência observou que a janela havia sido arrombada.

De acordo com o policial, três homens que moravam na casa vizinha da vítima disseram à polícia que outro rapaz que morava com eles não foi mais visto depois de meio-dia, pouco antes do crime. Por conta disso, a polícia suspeitava que ele tenha cometido o crime. As informações são do G1 BA.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário