Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

O líder norte-coreano Kim Jong-Un inspeciona suposta bomba de hidrogênio para míssil, em foto divulgada em setembro de 2017 (Foto: KCNA via Reuters)

A agência nuclear da Organização das Nações Unidas (ONU) disse não ter encontrado nenhum indício de que a Coreia do Norte interrompeu suas atividades nucleares, o que aumenta as dúvidas sobre a disposição do país para abdicar de seu arsenal.

"A continuação e o desenvolvimento posterior do programa nuclear da RPDC e comunicados relacionados da RPDC são causa de grande preocupação", disse a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) em um relatório publicado na noite de segunda-feira (20).

O relatório, que usa o nome oficial da nação, República Popular Democrática da Coreia, deve ser submetido ao conselho diretor da AIEA no mês que vem.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse em uma entrevista à Reuters na segunda-feira que acredita que a Coreia do Norte adotou medidas específicas para a desnuclearização e que "muito provavelmente" se encontrará novamente com o líder norte-coreano, Kim Jong Un.

Trump realizou uma cúpula histórica com Kim no dia 12 de junho, na qual este último concordou em linhas gerais em trabalhar pela desnuclearização da península coreana.

Mas o país não deu nenhum sinal de que está disposto a desistir de suas armas unilateralmente, como o governo Trump exigiu.

"Como a agência continua impossibilitada de realizar atividades de verificação na RPDC, seu conhecimento do programa nuclear da RPDC é limitado e, como novas atividades nucleares ocorrem no país, este conhecimento está declinando", disse a AIEA. As informações são da Reuters. Com G1.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário