Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Mãe de Estéfany acredita que filha foi estuprada antes de ser assassinada. — Foto: Reprodução/ TV Grande Rio

A família da adolescente Estefany Eduarda Nere de oliveira, de 13 anos, assassinada no último dia 12 de outubro em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, ainda aguarda respostas para a morte da menina. A Polícia Civil disse que a investigação segue em sigilo. O laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) ainda não foi divulgado para apontar a causa da morte.
A mãe da adolescente, Cícera Nere da Silva, sofre ao olhar a foto da filha ainda criança. As lembranças estão por todo lado, até no braço tatuado com o nome da menina. "Todo dia eu tô pedindo força a Deus, tô aqui em pé, eu tenho mais dois filhos e minha mãe que está comigo e está doente. Como a menina morava mais com ela do que comigo, estou me segurando na mão de Deus", diz.

Cícera conta que ainda tem que lidar com os boatos maldosos que surgem. Testemunhas disseram que Estefany foi vista em uma festa em um clube que fica próximo ao aeroporto, mas ela disse que não tem certeza se a adolescente esteve no local.

"Só conversa, eu não tenho certeza se ela foi para essa festa. A partir do momento que ela disse que saiu daqui dizendo que ia pra casa de mãe, eu não sei mais o que aconteceu naquela noite com minha filha", comenta.

A mãe acredita que Estéfany foi estuprada antes de ser assassinada. "Eu não tenho o laudo médico confirmando, mas foi. Porque ela estava sem roupa? Eu não tive coragem de olhar a minha filha", ressalta Cícera.

Crime

O corpo de Estéfany Eduarda Nere foi encontrado em terreno em Petrolina — Foto: Reprodução/ TV Grande Rio

Estefany Eduarda Nere de Oliveira, de 13 anos, saiu da casa da mãe no parque São Gonçalo no último dia 12. A garota disse que ia pra casa da bisavó que fica no bairro vizinho, mas a adolescente não chegou no local. Três dias depois, o corpo da adolescente foi encontrado em um terreno no bairro jardim imperial já em estado avançado de decomposição. As informações são do G1 Petrolina.

Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário