Slider[Style1]

Style10

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Horázio Lazareno Lucas e Letícia Tanzi — Foto: Reprodução/Facebook

Sete meses depois de matar a filha de 13 anos a facadas após deixar a cadeia, Horácio Lazareno Lucas continua foragido. O inquérito sobre o caso foi relatado ao Fórum de São Roque (SP) em janeiro deste ano com o registro das buscas sem sucesso feitas pela polícia na região e está em segredo de Justiça.

Letícia Tanzi foi morta a facadas no dia 3 de outubro, horas depois que o pai, de 39 anos, foi até o imóvel ao deixar a prisão, onde cumpria pena da condenação de um estupro contra a cunhada.

A mãe e o irmão de Letícia Tanzi atualmente moram com parentes, em outra região da cidade. A dona de casa voltou a estudar e matriculou o filho em uma nova escola. Além dos dois, o restante da família teme por uma nova retaliação do foragido. (Denúncia)

"Comecei a sair de casa, mas ando sempre atenta, nunca de cabeça baixa e fico olhando todos que passam perto de mim para ver se vejo aquele monstro. O que eu quero é Justiça para minha filha. Ele não pode ficar impune, tem que pagar", conta a mãe Tamires Tanzi.

Segundo a Polícia Civil, dezenas de denúncias apontaram possíveis locais onde o suspeito poderia estar, mas ele não foi encontrado em nenhum deles. Equipes de investigadores de São Roque e Araçariguama verificaram todos os indícios. As informações são do Carlos Dias, G1 Sorocaba e Jundiaí.


Sobre Petrolina News

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário