Polícia do RJ investiga quadrilha da Maré por roubos de centros de distribuição de produtos



Foto: Reprodução / TV Globo

A polícia do Rio investiga uma quadrilha do Complexo de favelas da Maré, na Zona Norte da cidade, suspeita de ser responsável por ataques a centros de distribuição de produtos na Baixada Fluminense.

A invasão mais recente aconteceu nesta madrugada de terça-feira (21), quando pelo menos 15 criminosos armados tentaram invadir um depósito de distribuição das Lojas Americanas.

Os policiais suspeitam que a ação tenha sido mais uma praticada pelo grupo de Roberto Felipe Soares da Silva, conhecido como Ninho. Ele é apontado como chefe de uma quadrilha de roubo de cargas que usa como base o complexo de favelas. Atualmente, o homem é considerado foragido da polícia.

A ação da quadrilha nesta terça acabou frustrada por um policial militar que passava pelo local e percebeu a invasão ao depósito. Ele acionou a corporação, que enviou equipes para lá antes que o grupo conseguisse concluir o assalto.

As câmeras de segurança do depósito registraram mais de dez criminosos armados no local, muitos deles com fuzis. Os seguranças do lugar conseguiram se esconder em uma cabine blindada no interior do galpão.

Procurada pelo G1, a Lojas Americanas informou, em nota, que nenhum mercadoria foi roubada e que contribui com as autoridades policiais na investigação do caso.

"A companhia vem investindo em segurança com tecnologia de monitoramento remoto, o que evitou que os meliantes conseguissem entrar e subtrair qualquer mercadoria", destacou a empresa.

A ocorrência foi encaminhada à 58ªDP (Posse). Até a noite desta terça-feira (21) nenhum suspeito havia sido preso, mas a Polícia Civil disse ter identificado Ninho como um dos suspeitos de participar da tentativa de assalto. As informações são de Elza Gimenez, Karin Duarte e Leslie Leitão, RJ2 / G1 RJ.

Postar um comentário

0 Comentários