Análise: frase poderosa de Kamala Harris em debate ajuda a quebrar estereótipo racista e sexista nos EUA

Reprodução / G1


Durante sua participação no debate entre os candidatos à vice-presidência dos Estados Unidos, na quarta-feira (7), a senadora da Califórnia Kamala Harris contribuiu para quebrar um forte estereótipo da cultura norte-americana.

Há 30 anos seria inimaginável ver uma mulher negra, na TV, dizer ao vice-presidente do país, “o senhor me dê licença porque eu não terminei de falar”. Mas isso aconteceu muito, já que Mike Pence tentou interromper sua fala por pelo menos 16 vezes (enquanto ela tentou nove).

Para saber por que cada “senhor vice-presidente, eu ainda estou falando” dito por Harris foi tão importante é preciso entender um pouco da cultura dos EUA.

Sua frase se tornou poderosa por um motivo: existe um estereótipo racista, sexista no país, que é o de associar a mulher negra a uma mulher sem estabilidade emocional, uma mulher histérica. Sempre que um homem quer que uma mulher negra se sinta desvalorizada, ele usa esse tipo de associação.

Portanto, Kamala tendo se apresentado durante todo o debate de uma maneira absolutamente calma, falando em tom baixo, no entanto muito firme, e exigindo respeito do oponente, colaborou para a quebra desse estereótipo.  Essas informações são de Candice Carvalho, G1.

Postar um comentário

0 Comentários