Falta de testes em novo supercomputador do TSE gerou demora na apuração, diz Barroso

Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino




A demora na chegada de um novo supercomputador do Tribunal Superior Eleitoral a ser utilizado na apuração das eleições municipais impediu que se realizassem todos os testes necessários antes do pleito de domingo, o que gerou atraso, disse nesta segunda-feira o presidente do TSE, Roberto Barroso.

Segundo Barroso, em razão das limitações dos testes prévios, no dia da eleição a inteligência artificial demorou a processar os dados na velocidade desejada.

O presidente do TSE disse ainda que a detecção e solução do problema demorou cerca de duas horas.

Barroso destacou ainda, em entrevista coletiva, que em nenhum momento a integridade do sistema esteve em risco, e reiterou que não há risco de fraude no sistema eleitoral brasileiro.    Essas informações são da Reuters.

Postar um comentário

0 Comentários