Barcelona deveria ter vendido Messi, diz presidente interino

Foto: REUTERS/Albert Gea


O presidente interino do Barcelona, Carlos Tusquets, acredita que o clube deveria ter lucrado com Lionel Messi durante a última janela de transferências.

Messi estava fortemente ligado a uma transferência para o Manchester City e enviou uma carta registrada declarando sua intenção de sair. Posteriormente, ele disse que a decisão se devia ao fato de estar desiludido com a então direção do clube.

O ex-presidente do Barça Josep Maria Bartomeu renunciou em outubro, em vez de enfrentar um voto de desconfiança, e Tusquets assumiu o cargo temporariamente até as eleições de janeiro.

“Economicamente falando, eu teria vendido Messi na janela de verão”, disse Tusquets à estação de rádio RAC1.

“Tanto em termos de quanto você economiza na folha de salários, quanto em relação ao dinheiro que você ganha, teria sido conveniente. Mas isso é algo com que a comissão técnica tem que concordar.”

“A La Liga está estabelecendo limites salariais no momento e isso teria ajudado nessa frente.”

O atual contrato de Messi termina em junho, quando ele pode sair de graça. Na quarta-feira, Neymar, ex-companheiro do argentino no Barça, falou sobre o desejo de voltar a atuar com Messi.

“O que eu mais quero é jogar com Messi novamente, me divertir com ele dentro de campo”, disse o brasileiro após a vitória do PSG por 3 x 1 sobre o Manchester United na Liga dos Campeões.

“Quero jogar com ele no próximo ano, com certeza. Temos que fazer isso na próxima temporada.”    Essas informações são da Reuters.


(Reportagem de Joseph Walker)

Postar um comentário

0 Comentários