Putin afirma que tomará Sputnik V, vacina contra Covid-19 desenvolvida por instituto russo

 Foto: Sputnik/Mikhail Klimentyev/Via Reuters


O presidente da Rússia, Vladimir Putin, de 68 anos, tomará a Sputnik V, vacina contra Covid-19 produzida no país pelo Instituto Gamaleya. Ele apenas aguarda que "as formalidades sejam resolvidas", disse, neste domingo (27), o porta-voz do governo.

Putin já havia declarado que a vacina russa é eficaz e segura, e que não haveria motivo para não querer ser imunizado.

Vacinação na Rússia

No sábado (26), o Ministério da Saúde da Rússia aprovou o uso da Sputnik V para idosos.

Segundo o prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, moradores com mais de 60 anos poderão ser vacinados a partir de segunda-feira (28).

A imunização já começou no país, mas era indicada apenas para pessoas entre 18 e 59 anos.

Eficácia de 91,4%

Segundo o Instituto Gamaleya, a Sputnik V tem eficácia de 91,4%. Nos testes clínicos, ela teria protegido todos os participantes vacinados de casos graves da doença. Os dados ainda não foram publicados em revista científica.

A Rússia foi o primeiro país do mundo a registrar uma vacina contra a Covid-19, em agosto.      Essas informações são do G1.

Postar um comentário

0 Comentários