Vídeo mostra homem dando soco em vizinha antes de matá-la no litoral de SP

Do G1 Santos

Reprodução / G1

Imagens obtidas pelo G1 neste domingo (11) mostram quando um homem ataca sua vizinha e a arrasta, momentos antes de matá-la em São Vicente, no litoral de São Paulo. Após o crime, o vigilante de 36 anos Washington Andrade de Jesus colocou fogo no apartamento, se jogou do 7º andar e morreu em seguida. Segundo testemunhas informaram à polícia, ele conhecia a vítima apenas de vista e ambos moravam no mesmo andar.

Os vídeos de câmeras de monitoramento mostram momentos antes de Aline dos Santos Viana, de 32 anos, ser encontrada morta. É possível ver que a vítima e o vigilante estavam no mesmo elevador e que ele já estava a observando nesse momento, sem trocar nenhuma palavra com ela. O ataque a vizinha ocorreu no momento em que ela saía para trabalhar, por volta das 6h10.

Após ela sair do elevador, ele a deixa passar na frente e passa a rondar a garagem, esperando que ela apareça novamente. Quando a vítima se distrai ele para atrás dela, e assim que ela vira em sua direção ele a ataca com um soco no rosto. Em seguida, Aline desmaia e as imagens mostram que o vigilante a arrasta desacordada. A vítima foi encontrada morta tempos depois, próxima a escadaria do prédio. A polícia ainda investiga se ela foi vítima de violência sexual.



O crime aconteceu em um prédio na Rua Silva Teles, no bairro Parque São Vicente, na manhã desta sexta-feira (9). Segundo apurado pelo G1, Washington tinha histórico de vício em drogas. A informação foi confirmada à Polícia Civil pela irmã e pela namorada do rapaz.

O marido de Aline relatou na delegacia que percebeu algo estranho quando acordou, por volta das 7h30, com mensagens da chefe da esposa informando que ela não tinha chegado ao trabalho. Preocupado, ele foi até a garagem, encontrando a moto com a chave no mesmo lugar. Ao procurar o síndico, viu imagens das câmeras que mostram o vizinho aparecendo e subindo às escadas.

O síndico achou suspeito e orientou o marido a procurá-la próxima as escadas. O corpo dela estava no andar térreo, perto da escadaria. Eles acionaram a Polícia Militar. Como a vítima já estava sem vida, a equipe começou a seguir as pegadas de sangue e chegou até o apartamento onde o vizinho morava.

Os policiais informaram que o rapaz chegou a dizer algumas coisas, mas que eles não conseguiam compreender. Pouco depois, começou a sair fumaça do apartamento e a equipe ouviu um baque. O homem havia se jogado no 7º andar e morreu no local.

O caso foi registrado como homicídio qualificado no 2º Distrito Policial de São Vicente. Conhecidos do vigilante também informaram que não sabiam de nenhum vínculo entre ele e a vítima. O corpo de Aline passará por perícia. A mulher deixou marido e duas filhas, uma de 7 meses e outra de 3 anos.


Postar um comentário

0 Comentários