Bolsonaro diz que não há Três Poderes, mas Judiciário de um lado

FOTO: JÚLIO NACIMENTO/PR - 19.06.2021


O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (22) que o país não conta com Três Poderes, mas sim uma divisão entre o Judiciário de um lado, e o Executivo e o Legislativo de outro.

Em cerimônia de lançamento do Plano Safra 21/22, Bolsonaro manifestou desejo, ainda, que o Supremo Tribunal Federal confirme a constitucionalidade de projeto que trata da autonomia do Banco Central votado pelo Congresso Nacional.

"Lira, tu faz um trabalho excepcional, Arthur, quem viveu e quem vive hoje com o Parlamento, bem como o nosso colega Rodrigo Pacheco no Senado Federal", disse Bolsonaro, dirigindo-se ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e também fazendo referência ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

"A gente vive para o Brasil. E eu costumo sempre dizer, não são 3 Poderes, não, são 2, Arthur. É o Judiciário e nós para o lado de cá, porque nós formamos 'heteramente' um casal. E essas decisões que passam por nós todos os 215 milhões de brasileiros são beneficiados."

O presidente também pediu publicamente ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que providencie os recursos necessários para a implementação do voto impresso nas eleições de 2022, caso a PEC que propõe a medida seja aprovada pelo Congresso.

"Pela primeira vez o Paulo Guedes vai cumprir uma ordem minha, porque sempre eu discuto com ele. Paulo Guedes, se passar, você vai arranjar recursos para fazer o voto auditável em 2022", disse logo após cumprimentar a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), autora do projeto.

O presidente afirmou que a mudança no sistema de voto o tornaria mais "transparência e confiabilidade". Ele agradeceu à bancada ruralista pela indicação da ministra da Agricultura, Teresa Cristina, a quem responsabilizou pela boa relação comercial com países árabes. "Vale por dez ministros", elogiou

Essas informações são do R7

*Com Agência Estado 

Postar um comentário

0 Comentários