Familiares das vítimas do 11 de setembro prestam homenagens no Marco Zero

Foto: Chip Somodevilla/Pool via Reuters


Familiares e autoridades americanas realizam uma cerimônia em homenagem às vítimas dos atentados terroristas de 11 de setembro, em Nova York, na manhã deste sábado (11), data em que a tragédia completa 20 anos. Durante o ato, é realizada uma leitura com o nome de cada pessoa. Parentes e amigos também leem depoimentos, emocionados.

Naquela terça-feira de setembro de 2001, quatro aviões foram sequestrados por membros da rede Al-Qaeda; dois deles se chocaram contra as Torres Gêmeas em Nova York. O local atualmente é conhecido como Marco Zero.

Além dos dois aviões que avançaram contra o World Trade Center, sequestradores da Al-Qaeda arremessaram um terceiro avião contra o Pentágono, na capital Washington DC, onde também ocorre um tributo às vítimas.

Na Pensilvânia, onde um quarto avião - o vôo 93, que tinha como alvo o Capitólio, na capital dos EUA - foi derrubado em um campo vazio matando 44 passageiros, a vice-presidente Kamala Harris e o ex-presidente George W. Bush prestam homenagem às vítimas.

O presidente Joe Biden e a primeira-dama Jill Biden participaram das homenagens às vítimas em Nova York e, por volta das 11h15, partiram para a cerimônia na Pensilvânia.

No Marco Zero, acompanham a cerimônia os ex-presidentes americanos Bill Clinton e Barack Obama; as ex-primeiras-damas Hillary Clinton e Michelle Obama; o ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg; a presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi; e o líder da minoria no Senado, Charles Schumer.

O ex-presidente republicano Donald Trump não participou de nenhuma das três cerimônias realizadas neste sábado.

Às 8h46, quando um dos aviões atingiu a primeira torre do World Trade Center em 2001, os familiares fizeram um minuto de silêncio no Marco Zero. Outros minutos de silêncio ocorreram às 9h03, quando o vôo 175 se chocou contra os andares 77 e 85 da Torre Sul e às 10h28, quando a Torre Norte desabou.

Logo após o segundo minuto de silêncio, o cantor Bruce Springsteen se apresentou no Marco Zero. Outras apresentações musicais marcam o evento.

Brasileiros moradores de Nova York há mais de vinte anos que acompanham a cerimônia contaram à GloboNews como ajudaram nos dias seguintes aos atentados "'Cheiro de queimado nos perseguiu por muitos, muitos meses", relembrou a brasileira Heloísa, que cozinhou para bombeiros que trabalharam nos escombros.

Ao todo, 2.977 pessoas de 77 países foram mortas nos ataques de 11 de setembro, além dos 19 sequestradores dos aviões.

Essas informações são do G1

Postar um comentário

0 Comentários