Familiares e amigos do menino Deividi Guilherme realizam nova manifestação em Petrolina (PE)

Família e amigos de Deividi Guilherme, morto em 2020, realizam nova manifestação pedindo justiça para o caso — Foto: Divulgação


Após mais de um ano do atropelamento que vitimou Deividi Guilherme, familiares e amigos não desistem de buscar justiça pela morte do adolescente. Uma nova manifestação foi realizada no domingo (28), em Petrolina no Sertão de Pernambuco. A pedalada realizada como forma de protesto contou com mais de 100 pessoas, passando pela Orla da cidade e encerrando na orla 2, local do acidente.

Após o término do percurso, amigos, parentes e conhecidos se reuniram para fazer um oração e pedir justiça para que o caso venha a ser julgado. Deividi estava andando de bicicleta na orla de Petrolina, quando foi atropelado. Ele chegou a ser atendido pelo Samu, mas morreu minutos depois.

O motorista do carro, responsável pelo atropelamento, chegou a fugir do local do acidente, mas foi detido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na ponte Presidente Dutra. O teste do bafômetro realizado no condutor, confirmou embriaguez. Ele foi preso, mas acabou sendo liberado após pagar fiança no valor de cinco salários mínimos.

Em nota enviada pela Assessoria de Comunicação do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), em outubro deste ano, foi informado que no dia 21 de outubro, o Juiz da 2ª Vara Criminal de Petrolina recebeu a denúncia contra motorista, determinando a citação do réu para apresentar defesa escrita, através de advogado.

A nota explicava ainda, que após o recebimento da defesa, o processo voltaria para análise, para se definir a necessidade e data de audiência de instrução e julgamento. Procurados nesta segunda-feira (29), para atualizações sobre o caso, o TJPE não se pronunciou até o momento.

Postar um comentário

0 Comentários