Barrado na Austrália e contra a vacina da Covid-19: as polêmicas de Djokovic

Foto: REUTERS/Asanka Brendon Ratnayake/File Phot

Atual número 1 do mundo, Novak Djokovic mostrou uma nova face desde o início da pandemia. O sérvio acumula polêmicas nos últimos tempos, seja por discursos contra a vacina da Covid-19, até o descontrole emocional após a derrota na disputa da medalha de bronze nos jogos Olímpicos de Tóquio. A última controversa do tenista, barrado no Aeroporto de Melbourne quando desembarcava para o Aberto da Austrália, deu o que falar.

O atleta, entusiasta das teorias antivacina, gerou polêmica sobre sua participação ou não no torneio na Oceania, visto que o país tem controle extremamente rígido sob a pandemia do novo coronavírus (e Djokovic não teria tomado a vacina, o que inviabilizaria sua entrada na Austrália).

O atleta até conseguiu uma liberação especial para participar do torneio, mas problemas em seu desembarque fizeram com que o tenista tivesse seu visto cancelado e sua entrada barrada. Djokovic está atualmente isolado na Austrália, enquanto divide opiniões no mundo inteiro.

Diversos fãs do tenista, com bandeiras da Sérvia, foram até o hotel onde Djokovic está isolado para protestar. Eles pediram que o número 1 do mundo seja liberado para disputar o Aberto da Austrália.

Antes da polêmica na Austrália, Novak Djokovic já havia dado o que falar no Japão. Confira outros acontecimentos controversos na vida do atleta, desde a fala infeliz sobre a situação de Simone Biles nos Jogos de Tóquio, até o verdadeiro chilique protagonizado pelo sérvio depois de perder a medalha de bronze.

Postar um comentário

0 Comentários