Presidente Joe Biden defende aborto e promete proteger a decisão

Presidente Joe Biden prometeu proteger o direito à interrupção da gravidez | Divulgação/Wikimedia Commons


No último sábado (22.jan), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, prometeu proteger o direito ao aborto, que é originário de uma decisão da Suprema Corte dos EUA. A vice-presidente do país, Kamala Harris, também uniu forças para defender a interrupção da gravidez no 49° aniversário da definição pelo Tribunal.

"O direito constitucional estabelecido em Roe v. Wade [em 1973] está sob ataque como nunca antes. É um direito que acreditamos que deve ser consagrado em lei e estamos comprometidos em defendê-lo com todas as ferramentas à nossa disposição", destacaram o presidente e a vice em comunicado.

O direito à interrupção da gravidez não é garantido por lei nos Estados Unidos. Ele é baseado em uma decisão, de 1973, da Suprema Corte. Alguns anos depois, em 1992, o Tribunal decidiu que o aborto pode ser feito até a 22 a 24 semanas de gestação.

No entanto, a Suprema Corte de 2022 é dominada por juízes conservadores que ameaçam adotar leis restritivas e contrariar a decisão. Na última 6ª feira (20.jan), houve uma manifestação de pessoas contrárias ao aborto em Washington.

Postar um comentário

0 Comentários