"Não permitiremos que Putin destrua a Europa", diz Comissão Europeia

Segundo von der Leyen, operação russa ameaça o acordo de paz internacional | Reprodução/Redes Sociais


A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou, nesta 5ª feira (24.fev), que o bloco não "permitirá que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, destrua a segurança e arquitetura da Europa". A declaração foi feita horas após o líder russo iniciar uma operação militar especial na região de Donbass, no leste da Ucrânia.

"Condenamos a agressão militar sem precedentes da Rússia contra a Ucrânia. Não permitiremos que o Presidente Putin destrua a arquitetura de segurança da Europa. Ele não deve subestimar a determinação e a força de nossas democracias. A União Europeia apoia a Ucrânia e o seu povo. A Ucrânia prevalecerá", declarou von der Leyen.

Segundo ela, o grupo irá impor, ainda hoje, um pacote de sanções estratégicas contra a Rússia, tendo como alvo o setor econômico. "Vamos congelar os ativos russos na União Europeia e impedir o acesso dos bancos russos ao nosso mercado financeiro. Isso foi projetado para prejudicar a capacidade de Moscou para financiar a guerra".

Von der Leyen ressaltou ainda que o alvo da Rússia não é apenas a Ucrânia, mas também a estabilidade da Europa e a ordem internacional de paz.

Postar um comentário

0 Comentários