Biden chama Putin de ‘carniceiro’ após ter encontro com refugiados na Polônia

Reprodução/Instagram/joebiden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, esteve neste sábado, 26, com refugiados ucranianos na Polônia e, ao ser questionado pela imprensa sobre sua reação ao ver o sofrimento dessas pessoas, ele disse que Vladimir Putin, presidente da Rússia, “é um carniceiro”. O presidente dos Estados Unidos também disse que não tem certeza se a Rússia mudou sua estratégia na guerra na Ucrânia, depois que o Kremlin anunciou que sua prioridade agora é “libertar” totalmente a região separatista do Donbas, no leste da Ucrânia. Biden fez essas declarações depois de visitar o Estádio Nacional de Varsóvia, que se transformou em um centro de refugiados para acolher algumas das mais de 2,17 milhões de pessoas que fugiram da Ucrânia para a Polônia desde o início da guerra.

Durante sua visita, Biden conversou com vários refugiados ucranianos, abraçou uma mulher e pegou uma menina no colo. Mais tarde, afirmou à imprensa que algumas crianças lhe pediram para orar por seus pais, avós ou irmãos que estão na Ucrânia lutando contra as forças russas. “Lembro como é ter alguém em uma zona de guerra”, disse o presidente americano, referindo-se a seu filho Beau, que morreu em 2015 de câncer no cérebro e que combateu no Iraque. “Toda manhã você acorda e se pergunta. Você só quer rezar para não receber essa ligação.

Este é um grupo maravilhoso de pessoas”, acrescentou. Antes de retornar a Washington, Biden fará um discurso no Palácio Real de Varsóvia às 18h (horário local, 14h de Brasília) para destacar “os esforços unidos do mundo livre para apoiar o povo da Ucrânia”, segundo divulgado pela Casa Branca. Durante sua viagem pela Europa, que começou na quarta-feira, 23, Biden também visitou os militares dos EUA perto da fronteira com a Ucrânia e participou em Bruxelas de três cúpulas – da Otan, do G7 e da União Europeia (UE) – focadas na invasão russa da Ucrânia.

Postar um comentário

0 Comentários