'Cerca de 1.300 militares ucranianos foram mortos', diz Zelenski

O presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski, disse que cerca de 1.300 militares ucranianos foram mortos desde o início da invasão russa do país, em 24 de fevereiro. A declaração foi dada em coletiva de imprensa neste sábado (12) em Kiev.

É a primeira vez desde o início do conflito que as autoridades ucranianas apresentam um balanço das baixas. Zelenski disse ainda que o Exército russo havia perdido "cerca de 12 mil homens", em uma "relação de um para dez". Isso, no entanto, não o deixa feliz, declarou.

Em 2 de março, o Exército russo (que mobilizou cerca de 150 mil soldados) afirmou ter perdido 500 soldados, número que não foi atualizado desde então.

Com intensos combates em muitas cidades do país, principalmente o cerco da cidade portuária de Mariupol e perto de Kiev, o Pentágono estimou em 8 de março que as perdas russas variaram de 2 mil a 4 mil soldados.

Postar um comentário

0 Comentários