Slider[Style1]

Style10

impostometro de Petrolina

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Publicidade

Style4

Style2

Style6

Style5[ImagesOnly]

Fila em agência bancária (Foto: Reprodução/TV GrandeRio)


Um problema enfrentado por quase todos que frequentam bancos: a demora nas filas. Uma lei estadual em Pernambuco determina que a espera deve ser de, no máximo, 15 ou 30 minutos, a depender do dia. Mas, pelo visto, a legislação não está sendo cumprida em Petrolina, no Sertão do estado.

A autônoma, Mariana Ishikawa, ainda tem a ficha de atendimento que mostra a hora que ela entrou no banco, às 11h25. Mas quando finalmente conseguiu resolver o problema, já tinha passado mais de três horas. No mesmo papel de entrada, Mariana pediu para que o atendente anotasse o horário o qual foi recebida, às 14h38. Irritada com a situação, ela decidiu cancelar a conta.

“Deram a mim uma ficha do atendimento expresso e ele demorou cerca de 3 horas para eu conseguir solucionar o meu problema. Dessa vez foi a gota d'água e eu falei: chega de encheção de saco com relação a banco. Não vai me fazer falta. Eu já tenho outra instituição que me atende. E eu cancelei a minha conta de uma vez. Pelo menos a encheção de saco será só de uma agora e não de duas”, disse.

Mas, pelo visto, a reclamação só é apenas dela. Tem cliente de banco que afirma não encontrar agência que faça um atendimento rápido, como determina a legislação. Quem precisa cumprir horário no trabalho também reclama que é complicado resolver problema em banco tendo que estar no trabalho.

As filas podem ser encontradas em, praticamente, todas as agências bancárias de Petrolina. A espera, de acordo com a legislação de Pernambuco, não deveria acontecer, pois de acordo com a lei, o atendimento nos bancos em dias comuns não pode passar dos 15 minutos. Já em dias de muito movimento, como em véspera de feriado e dia de pagamento, esse tempo não pode ultrapassar os 30 minutos.

A regulamentação diz respeito ao atendimento direto no caixa, para serviços como pagamentos e depósitos, por exemplo. De acordo com o advogado especialista em direitos do consumidor, Rodrigo Durando, é preciso que o cliente comprove o tempo de espera.

“Tem que tirar uma foto do atendimento bancário. Ao ser atendido no setor do caixa e receber o recibo de transferência ou pagamento, o que ele deve fazer? Deverá tirar uma foto do recibo ou tirar uma cópia para demonstrar o horário de entrada e de saída, já que ele não recebe uma senha informando o horário que ele saiu. O recibo vai comprovar que ele saiu da instituição financeira posterior aos 15 ou 30 minutos”, explicou o advogado.

Ainda de acordou com o advogado, o consumidor precisa registrar a reclamação na ouvidoria do banco e aos órgãos de defesa do consumidor. “O banco não dá uma resposta para ele, não esclarece suas dúvidas. Então ele deve entrar na justiça solicitando os danos morais pelo tempo de perda útil em decorrência às normas”, disse.

Em Petrolina, o Procon funciona na Faculdade de Ciência Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape), localizada na Cidade Universitária, Vila Eduardo. O horário de atendimento é das 7h30 às 11h. O telefone é o (87) 3866-3208.


Fonte: G1 Petrolina

Sobre montieur monteiro

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Poste um Comentário

Recomendados Para Você